Espião que espalhou segredo nuclear de Israel volta ao Tribunal em Jerusalém - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Espião que espalhou segredo nuclear de Israel volta ao Tribunal em Jerusalém

Espião que espalhou segredo nuclear de Israel volta ao Tribunal em Jerusalém

Share This
 
Espião que espalhou segredo nuclear de Israel volta ao Tribunal em Jerusalém

Jerusalém (TPS) - O espião conhecido por divulgar segredos nucleares de Israel estava de volta ao tribunal no domingo (8/5) e enfrenta prisão mais uma vez por violar os termos da liberdade condicional, incluindo suposta reunião com estrangeiros e mudança de apartamentos sem notificar a polícia.

Mordechai Vanunu, um técnico nuclear, foi condenado por traição e espionagem em 1988 por revelar detalhes do programa de armas atômicas de Israel em Dimona (distrito sul do país) – que Israel nunca reconheceu oficialmente – para a imprensa britânica, em 1986. Depois de ser detido pelo Mossad em uma operação secreta em Roma, ele foi condenado a uma longa pena de prisão em Israel e foi finalmente posto em liberdade em 2004 sob severas restrições.

A polícia de Israel apresentou três diferentes acusações de violações de liberdade condicional contra Vanunu no domingo, incluindo encontro com cidadãos estrangeiros por um tempo superior a 30 minutos e mudança de apartamentos sem notificar as autoridades. Vanunu também é acusado de supostamente ter revelando informações privilegiadas durante uma entrevista que ele deu ao Canal 2 News em setembro de 2015.

Segundo a acusação, Vanunu secretamente se reuniu com dois cidadãos norte-americanos em um hotel em Jerusalém Oriental. Avigdor Feldman, advogado de Vanunu, rejeitou as acusações como politicamente motivadas e relacionadas com violações insignificantes, dizendo que a reunião ocorreu há três anos e o apartamento para o qual seu cliente se mudou estava no mesmo edifício que o anterior.

"A apresentação de uma acusação por se reunir com dois estrangeiros há três anos, por se mudar para apartamento no mesmo edifício, e por dar uma entrevista que foi devidamente apresentada à censura militar é um novo ponto baixo do assédio que o estado de Israel submeteu Vanunu", afirmou Feldman.

Vanunu, 62 anos, nasceu no Marrocos em uma família judaica ortodoxa, também atende pelo nome de John Crossman - que ele adotou após sua conversão à Igreja Anglicana da Austrália antes de sua prisão. Ele foi preso por seis meses em 2007 por violar os termos de sua liberdade condicional.

Fonte: TPS / Texto: Michael Zeff / Tradução: Alessandra Franco / Foto: Hillel Maeir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics