22 países árabes oferecem proposta de paz para Israel - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

22 países árabes oferecem proposta de paz para Israel

22 países árabes oferecem proposta de paz para Israel

Share This
22 países árabes oferecem proposta de paz para IsraelDois dias após o ministro israelense da Defesa, Moshe Yaalon, anunciar sua renúncia, afirmando não confiar mais no primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, ainda se especula o que estaria acontecendo nos bastidores.
A decisão inesperada abriu caminho para que o ministério da Defesa fosse entregue ao ultranacionalista Avigdor Lieberman. Ele supervisionará as atividades do exército nos chamados “territórios ocupados”, da Palestina.
Surpreendentemente, 22 países árabes, incluindo a Arábia Saudita, os Estados do Golfo, Jordânia e Egito, anunciaram que estão prontos para discutir com Israel uma iniciativa de paz. Essa coalizão estaria disposta a mudar sua atitude em relação ao Estado judeu, o que incluiria retomada das relações diplomáticas, de acordo com o Israel National.
A emissora de TV Channel 10 divulgou que esses países árabes têm enviado mensagens para o governo de Israel através de vários emissários, incluindo o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair. Como resposta, Israel precisa anunciar uma “retirada” da Judéia e Samaria, nas regiões reclamadas pela Autoridade Palestina.
Essa iniciativa de paz saudita, foi sugeria pela primeira vez em 2002, mas rejeitada por Israel. O governo rejeitou na época o chamado “direito de retorno” de milhões de descendentes dos árabes que fugiram do território de Israel em 1967.
Nas vésperas da “guerra dos seis dias”, milhares abandonaram voluntariamente o país por temiam ser pegos em meio ao conflito. Apesar da desvantagem numérica, Israel saiu vencedor e retomou porções do seu território histórico.
Agora, as fontes diplomáticas reiteram que existe o desejo dos dirigentes dos países árabes que não possuem relações diplomáticas com Israel de mudar a sua atitude. Eles desejam ter um papel ativo na mediação entre Israel e a Autoridade Palestina.
O anúncio ganhou destaque por ocorrer dias depois de o presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, exortar israelenses e palestinos a retomaram as conversas, oferecendo-se como mediador.
Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Palestina agradeceu e disse estar disposto. Aliados de Benjamin Netanyahu afirmam que “Israel está pronto para participar com o Egito e outros países árabes no avanço do processo diplomático visando a estabilidade na região.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics