Prefeito de Jerusalém critica comentários de David Cameron - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Prefeito de Jerusalém critica comentários de David Cameron

Prefeito de Jerusalém critica comentários de David Cameron

Share This
Prefeito de Jerusalém critica comentários de David Cameron
Nir Barkat - Coisas Judaicas

Prefeito de Jerusalém critica comentários de David Cameron sobre construções na parte oriental da Cidade Velha

O prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, rejeitou os comentários do primeiro-ministro britânico David Cameron feitos quarta-feira, 24/2, no Parlamento do Reino Unido, durante a sessão “Questões ao primeiro-ministro”. Apesar de Barkat considerar que a Grã-Bretanha seja um amigo bom e importante de Israel e de Jerusalém, ele sustentou que o primeiro-ministro Cameron estava enganado devido à sua falta de familiaridade com a realidade e os fatos fundamentais.
Cameron havia descrito uma construção na Cidade Velha de Jerusalém como "chocante", em resposta a uma pergunta feita pelo parlamentar Imran Hussain, que alegou que Nora, uma mulher árabe idosa, estava sendo forçada a sair de sua casa por "colonos israelenses" na parte leste da cidade. "É extremamente importante e eu sou bem conhecido como sendo um forte amigo de Israel, mas eu tenho que dizer que a primeira vez que eu visitei Jerusalém e fiz um tour em torno dessa cidade maravilhosa e vi o que aconteceu com o cerco eficaz de Jerusalém Oriental, Jerusalém Oriental ocupada, isso é genuinamente chocante", disse Cameron.
Cameron afirmou que o Reino Unido continua sendo um forte amigo de Israel, mas que "nós não apoiamos assentamento ilegal, não apoiamos o que está acontecendo, e é muito importante que esta capital seja mantida como era no passado."

O prefeito Barkat, ironicamente, perguntou a Cameron qual construção ele achou tão chocante: "É a das escolas mais recentes e mais avançadas que estamos construindo lá? São as novas estradas que estamos abrindo lá? As creches ou os centros de lazer? Onde exatamente a Autoridade Palestina investe nestas áreas?"

O prefeito passou a citar as pesquisas internacionais que, segundo ele, indicam que os residentes árabes da cidade preferem uma Jerusalém unida, e sugeriu que a Grã-Bretanha finalmente aceite isso também. O prefeito também destacou o contraste entre a vida dos árabes em Jerusalém com a vida nos países árabes vizinhos, enquanto questionava a própria Grã-Bretanha. "A situação dos moradores da cidade é significativamente melhor do que nos países que nos rodeiam e, não seria necessário dizer, que a situação durante o mandato britânico em Israel", Barkat ponderou.

Ele argumentou que todos os cidadãos em Jerusalém, assim como em Londres, têm o direito de viver onde escolher, independentemente da religião, raça ou gênero. Barkat concluiu, referindo-se a Cameron como "um verdadeiro amigo de Israel" e estendendo um convite informal ao primeiro-ministro britânico para se juntar a ele em uma excursão pessoal pela cidade. "Eu o convido a vir e ver como nós temos minimizado as lacunas sociais em Jerusalém oriental e eu o convido para promover conexões, desenvolvimentos e cooperação local junto com a gente, em vez de construir muros e conflitos no coração de Jerusalém."



Apesar dos comentários feitos por Cameron em 2010 que descrevem a resposta de Israel à flotilha Mavi Marmara como "completamente inaceitável" e Gaza como uma "prisão", ele defendeu firmemente Israel durante a Operação Margem Protetora em 2014 e anunciou recentemente planos legislativos contra o boicote a Israel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics