Estado Islâmico tem cerca de 3.500 escravos no Iraque - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Estado Islâmico tem cerca de 3.500 escravos no Iraque

Estado Islâmico tem cerca de 3.500 escravos no Iraque

Share This
Estado Islâmico tem cerca de 3.500 escravos no Iraque

Iraque - Estado Islâmico tem cerca de 3.500 escravos no Iraque, diz ONU.

Segundo organização, grupo tem cometido crimes de guerra, crimes contra a humanidade e possivelmente genocídio.

Cerca de 3.500 pessoas, principalmente mulheres e crianças, são supostamente mantidas como escravas no Iraque por militantes do Estado Islâmico que impõem um regime rigoroso marcado por cruéis execuções públicas, disse a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira.

O grupo militante, que também controla grandes partes da vizinha Síria, tem cometido abusos de forma disseminada que podem "em alguns casos representar crimes de guerra, crimes contra a humanidade e possivelmente genocídio", segundo o levantamento da ONU.

A Missão de Assistência da ONU para o Iraque e o escritório de direitos humanos da ONU estimam que 3.500 pessoas são "atualmente mantidas sob escravidão" por membros do Estado Islâmico.


"Aqueles que estão detidos são predominantemente mulheres e crianças, e vêm principalmente da comunidade Yazidi, mas alguns são também de outras comunidades étnicas e religiosas minoritárias", disse o relatório conjunto divulgado em Genebra.

Confronto entre Exército sírio e Estado Islâmico

O grupo de monitoramento Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que vários membros das forças de segurança do governo sírio foram mortos em três dias de confronto com o Estado Islâmico no leste do país, onde os jihadistas têm atacado áreas controladas pelo governo. O Observatório, com sede na Grã-Bretanha, disse que 120 homens das forças sírias e 70 combatentes do Estado Islâmico foram mortos em confrontos desde sábado.

A agência de notícias oficial da Síria, a Sana, informou nesta segunda-feira que as forças do governo tinham recapturado áreas residenciais ocupadas pelo Estado Islâmico em Begayliya, perto da cidade de Deir al Zor, e matado vários militantes.

Fonte:REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics