Terrorismo de radicais pode provocar nova onda de violência na Cisjordânia - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Terrorismo de radicais pode provocar nova onda de violência na Cisjordânia

Terrorismo de radicais pode provocar nova onda de violência na Cisjordânia

Share This
Terrorismo de radicais pode provocar nova onda de violência na Cisjordânia
Incêndio criminoso mata bebê palestino e gera temor de nova onda de violência na Cisjordânia.

Palestinos observam danos provocados por incêndio em residência, que causou a morte de um bebê
Um bebê palestino foi queimado vivo durante um incêndio criminoso supostamente realizado por colonos judeus em um vilarejo na Cisjordânia, informou a polícia israelense.

Ali Saad Dawabsha, de 1 ano e meio, foi morto na casa de sua família em Duma. O ataque ocorreu durante a noite. Os pais e o irmão dele, de quatro anos, também ficaram feridos durante o incidente.

Os responsáveis pelo ataque picharam a palavra "vingança" em hebraico em uma das duas casas que foram atacadas.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, chamou o ataque de "repreensível e terrível".

"Isso é um ato de terrorismo. O Estado de Israel condena o terrorismo independente dos perpetradores", afirmou o premiê israelense em sua conta no Twitter.

No entanto, a Organização para a Libertação da Palestina (OLP), que controla a Cisjordânia, afirmou que o governo de Israel é "totalmente responsável pelo assassinato brutal" do menino.

"Essa é uma consequência direta de décadas de impunidade dada pelo governo israelense para colonos terroristas", afirmou a organização.

Ali Saad Dawabsha morreu na hora. A mãe, Reham, o pai, Saad, e o irmão, Ahmad, foram encaminhados para um hospital em Nablus.

Por meio de um comunicado, as Forças de Defesa de Israel (IDF) afirmaram: "A investigação preliminar sugere que os suspeitos entraram no vilarejo nas primeiras horas da manhã, incendiaram as casas e picharam frases em hebraico nelas".

"As Forças de Defesa de Israel estão operando de forma a localizar os suspeitos desse ataque".

A polícia diz acreditar que o ataque tenha motivações nacionalistas.

O último ataque parece fazer parte da série de atos de vandalismo ou incêndio por extremistas judeus como forma de vingança por ações e ataques contra assentamentos judeus ou postos avançados não autorizados na Cisjordânia.

Cerca de 500 mil judeus moram em mais de 100 assentamentos construídos desde a ocupação da Cisjordânia e de Jerusalém Oriental em 1967. Os assentamentos são considerados ilegais segundo as leis internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics