Header Ads

  • Breaking News

    Chanceler judeu argentino deixa Amia


    Chanceler judeu argentino deixa AmiaIntegrante destacado da comunidade judia argentina, o chanceler da Argentina, Héctor Timerman, cancelou sua carteira de sócio da Associação Mútua Israelita Argentina (Amia). A Amia foi palco de um até atentado em 1994, que resultou em 85 mortes e 300 feridos.

    Cerca de duas décadas depois, as motivações o atentado continuam obscuras. Existem suspeitas de que a explosão teria ocorrido em função de um acidente enquanto agentes secretos manipulavam bombas no interior da embaixada.

    Mais recentemente, porém, as investigações sobre o caso se tornaram um instrumento de luta política da oposição, que tenta desgastar o governo da presidente Cristina Kirchner.

    O gesto de Timerman significa uma declaração de guerra aos grupos que controlam a Amia, que, na visão do governo argentino, têm se aliado à oposição conservadora para desgastar Cristina.

    Junto com a ruptura anunciada por Timerman, o governo se mobiliza para estimular a criação de grupos que representem os judeus do país sem caráter hostil a Cristina.

    Na semana passada, ela acusou os fundos abutres de estarem de terem vínculos estreitos com dirigentes da Amia e da Daia, que engloba todos grupos judeus do país.

    Nenhum comentário

    Deixe sua opinião

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Web Statistics