Comunidade judaica do Porto certifica primeira candidata à nacionalidade portuguesa

Uma cidadã norte-americana foi a primeira a receber da Comunidade Israelita do Porto (CIP) o certificado exigido para atribuição de nacionalidade portuguesa a descendentes de judeus sefarditas cuja legislação deve ir a Conselho de Ministros na quinta-feira.

O anúncio foi hoje feito pela CIP que diz ter recebido «inúmeros pedidos de todo o mundo», estando a proceder à sua análise com base em «documentos, testemunhos e opiniões de peritos do mundo inteiro na diáspora judaica portuguesa».

A norte-americana descendente de um rabino português que abandonou Portugal no final século XV foi a primeira a «obter convicção positiva» pela comissão da CIP de que é efetivamente «descendente de judeus sefarditas portugueses» e que tem «laços objetivos de pertença a Portugal, materializados designadamente no seu apelido, genealogia e memória família».

Postar um comentário

0 Comentários