Ataque israelense mata palestino em Gaza após ação de atiradores

O exército israelense atacou nesta quarta-feira o sul da Faixa de Gaza e matou um ativista do Hamas, depois de tiros palestinos contra uma de suas patrulhas.
O exército israelense confirmou um ataque aéreo e disparos a partir de um tanque blindado em uma área ao leste de Khan Yunes, depois de tiros de franco-atiradores contra soldados que patrulhavam o lado israelense da fronteira.

"Em resposta a um ataque contra nossas forças que estavam ao leste da barreira no sul da Faixa de Gaza, atacamos imediatamente os alvos pertinentes. Aconteceu um ataque aéreo, assim como disparos de um tanque blindado", afirma o exército em um comunicado.

Fontes médicas palestinas afirmaram que "Tayseer al-Ismary, 33 anos, morreu vítima de tiros israelenses".

Uma fonte do movimento islamita Hamas afirmou que ele era um comandante do braço militar da organização, as brigadas Ezedine al-Qasam, responsável pela área ao leste de Khan Yunes.

O Hamas acusou Israel de ter iniciado as hostilidades ao tentar entrar na Faixa de Gaza.

"A ocupação israelense é responsável pela tensão ao leste de Khan Yunes. Tentaram atravessar a barreira, provocando uma resposta do Hamas", declarou o porta-voz do movimento islamista, Sami Abu Zuhri.

Na sexta-feira, o exército executou um ataque aéreo contra bases do Hamas na Faixa de Gaza, em resposta a um disparo de foguete contra o território israelense.

Este foi o primeiro ataque israelense contra o território palestino desde a guerra de julho e agosto, na qual morreram mais de 2.100 palestinos, em sua grande maioria civis. No lado israelense morreram 67 soldados e seis civis.

Postar um comentário

0 Comentários