Aliá para Israel tem maioria de franceses

A França pela primeira vez se tornou o país com o maior número de aliá (imigrantes para Israel), de acordo com informação do escritório francês da Agência Judaica para Israel, liberada nesta sexta-feira. 

"A França é hoje o país líder da emigração para Israel. Ela nunca foi antes", disse Ariel Kandel, que dirige o escritório francês da agência. Kandel citou dados do Ministério da Absorção de Imigrantes mostrando que este ano, até 31 de agosto, um total de 4.566 judeus deixou a França para Israel. 

A figura também superou a Ucrânia, que ficou em segundo lugar, com 3.252 imigrantes. A Ucrânia tem sido o local de grande agitação desde as tensões deflagradas em maio, e que em muitas vezes teve como alvo a comunidade judaica local . Chegando em terceiro lugar ficou a Rússia, com 2.632 novos imigrantes, e logo após os Estados Unidos com 2213. "Nós vamos chegar perto de 6.000 partidas da França em 2014", acrescentou Kandel. 

A estimativa suporta números anteriores pela Agência Judaica, que projetou que mais de 5.000 judeus, um total de 1% da comunidade judaica francesa ,  está prevista para ir para Israel até o final de 2014. 

Kandel citou um "clima de antissemitismo descarado ", bem como  as dificuldades econômicas na França, que está sofrendo um crescimento zero e  recorde no desemprego, como sendo as principais causas para a imigração disparada. 


"No mundo ocidental, ou livre, nunca vimos um por cento dos judeus  da comunidade emigrar para Israel em um ano", acrescentou Kandel.

Postar um comentário

0 Comentários