Sequestro de soldado é reivindicado por Hamas



A Brigada Ezzedeen al-Qassam, braço armado do Hamas, afirmou à agência de notícias Maan que "capturou" um militar israelense hoje (01). Mas, eles contestaram a versão divulgada por Israel. Segundo eles, os soldados israelenses se moveram já à noite para a zona de Rafah, mesmo com o anúncio de trégua.
De acordo com a imprensa local, o militar é um oficial da brigada de infantaria de Ghivati. Seu nome seria Hadar Goldin e ele teria 23 anos. Mais cedo, um porta-voz do Exército afirmou que "de manhã, um ataque foi realizado contra forças israelenses que operavam na destruição de um túnel".
Ainda de acordo com ele, "o Exército está conduzindo missões de inteligência e buscas com o objetivo de localizar o soldado perdido".
Já o portal Ynet, divulgou que ele foi capturado após um homem-bomba atacar o grupo que estava destruindo o túnel. Segundo eles, outros dois soldados foram feridos no ataque. Alguns veículos dizem que esses dois militares morreram na explosão.
A região de Rafah é o palco de ataques desta sexta-feira e, em um bombardeio israelense, um hospital teria sido destruído. Segundo a agência de notícias palestinas Maan, os bombardeios do Exército israelense em Rafah deixaram 40 mortos e 250 feridos.

Postar um comentário

0 Comentários