Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar trégua

Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar tréguaO Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, advertiu nesta terça-feira que o exército ampliará as operações na Faixa de Gaza se o Hamas rejeitar a trégua proposta pelo Egito e prosseguir com os lançamentos de foguetes. 

 "Se o Hamas não aceitar a proposta egípcia, como é o caso atualmente, Israel terá toda a legitimidade internacional para ampliar suas operações militares com o objetivo de restabelecer a calma", disse Netanyahu durante um encontro com o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, em Tel Aviv. 
Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar trégua
 A posição do Hamas 

Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar tréguaO Hamas afirmou nesta terça-feira em Gaza que não recebeu nenhuma oferta de cessar-fogo por parte de Israel ou outras instâncias internacionais, por isso seguirá "fazendo o que for necessário para continuar protegendo o povo" palestino. 

 "Nós não temos nada, não recebemos nenhum papel, não nos importa o que Israel tenha decidido", explicou à Agência Efe o porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, sobre o cessar-fogo decretado pelo Executivo israelense após proposta do Egito. 
Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar tréguaIsrael ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar trégua
 Abu Zuhri disse que não é aceitável dizer que "Israel interrompeu as hostilidades após oito dias bombardeando (a Faixa de Gaza) e matando cerca de duzentas pessoas". O dirigente do Hamas afirmou que o cessar-fogo adotado unilateralmente por Israel "não representa que alguém tenha ganhado ou perdido" o conflito. "Simplesmente vamos seguir com nossa luta até que acabe a ocupação dos territórios palestinos. 
Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar trégua
Esta é a verdadeira vitória para nós", disse. Outro líder do movimento islamita, Moussa Abu Marzuk, no entanto, afirmou que a direção da organização "continua analisando a iniciativa (egípcia)". "O Hamas não adotou ainda nenhuma posição oficial", afirmou Marzuk para a agência "Al Ray", controlada pelo grupo palestino. 

Israel ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar tréguaIsrael ampliará operações em Gaza se Hamas rejeitar trégua Já Izzat al Resheq, outro dirigente do Hamas, manifestou em uma rede social que "a iniciativa egípcia não foi analisada ou debatida com o Hamas, a Jihad Islâmica ou qualquer outro grupo da resistência palestina". 

 O líder islamita Osama Hamdan declarou a um canal libanês que não acredita que a iniciativa egípcia possa ser chamada de um acordo: "Só beneficia Israel, é uma piada". 

 Com informações da AFP e EFE.

Postar um comentário

0 Comentários