Debandada de judeus franceses para Israel

A imigração judaica da França para Israel aumentou 49% nos primeiros nove meses de 2013, em comparação ao ano passado

Até setembro, 2.185 judeus franceses imigraram para Israel, em comparação com 1.469 imigrantes, durante o mesmo período em 2012, de acordo com a Agência Judaica de Israel. O número de imigrantes que vieram da França para Israel durante todo ano de  2012 foi de 1.907.

Em média, a imigração judaica para Israel do resto do mundo, sob a Lei do Retorno, mostrou um aumento de 1% durante os primeiros nove meses de 2013. No total, 13.905 pessoas imigraram, ou fizeram aliá, este ano, de acordo com a Agência Judaica.


Mas a imigração judaica da América do Norte caiu 8%, 2.524 recém-chegados, em 2013, e 2.737 no período janeiro-setembro de 2012.

Setembro trouxe 148 imigrantes judeus franceses para Israel, em comparação com 90 que vieram no mesmo mês de 2012.

Dos imigrantes para Israel este ano, 3.188 judeus chegaram da Europa Ocidental - um aumento de 26 % em relação ao mesmo período do ano passado.

A Agência dos Direitos Fundamentais da União Européia divulgou os resultados de uma pesquisa entre 5.847 auto-identificados judeus de nove países europeus, em que cerca de um terço disseram ter considerado emigrar nos últimos anos, porque eles "não se sentem seguros" vivendo em seus países como judeus.
A quantidade de judeus contemplando a emigração foi particularmente elevada na Hungria, França e Bélgica, com 48, 46 e 40 por cento, respectivamente.

Especialistas sobre a comunidade judaica francesa disseram que muitos judeus franceses consideravam emigrar, ou emigraram, por razões financeiras desde a crise financeira de 2008, bem como o aumento da violência anti-semita, desde 2009, e após a segunda intifada no início de 2000.

Postar um comentário

0 Comentários