01/07/2013

Antissemitismo cresce na Europa

Novo relatório apresentado ao governo israelense diz que 26% dos judeus europeus perseguidos no ano passado, consideram a hipótese de fazer aliá para não se sentirem mais inseguros em seus países. Um relatório preocupante apresentado ao governo no domingo confirma o que muitos europeus tem sentindo nos últimos meses - o antissemitismo no continente está em ascensão, e está quebrando novos recordes.

Description: http://3.bp.blogspot.com/_bPTuZ0RgGQw/TTGURNhrV7I/AAAAAAAACGI/dCR2QlPw6uk/s400/antisemitismo.jpg

A pesquisa sobre o antissemitismo foi realizada a pedido da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais em nove países da Europa.

De acordo com os principais resultados da pesquisa, 26% dos judeus sofreram perseguição antissemita, pelo menos uma vez no ano passado, 34% experimentaram tal assédio nos últimos cinco anos, 5% relataram que sua propriedade foi intencionalmente vandalizada por serem judeus, e cerca de 7% foram fisicamente feridos ou ameaçados nos últimos cinco anos.

Como resultado, 40% a 50% dos judeus na França, Bélgica e Hungria disseram que estavam pensando em emigrar porque não se sentiam mais seguros.

Os principais pontos do estudo estão incluídos no relatório de política de pessoas judias do Instituto Anual de Avaliação, que foi apresentado ao governo no domingo. De acordo com o relatório, os judeus da Europa são mais pessimistas em relação ao seu futuro do que estão dispostos a admitir, e os judeus de todo o continente não se sentem seguros.

Description: http://2.bp.blogspot.com/_LHpiNcmBjC8/RoIuaE7VyzI/AAAAAAAAADg/DfBnjktADrg/s320/Anti-Semitismo+Porto+001.jpg

De acordo com os autores do relatório, os judeus da Europa podem estar chegando à conclusão de que a situação só vai piorar. De acordo com dados do relatório, cerca de 300 famílias judias emigraram da França para Montreal recentemente, e outras 120 emigraram para outros países.

Em função da situação, o JPPI estima que muitos judeus vão estudar a possibilidade de emigrar para Israel, e recomenda o governo a tomar várias medidas para incentivar essa tendência: Remover os obstáculos burocráticos para o reconhecimento de títulos acadêmicos obtidos no exterior, facilitar a absorção de emigrantes com profissões que exigem licenciamento, e evitar que cada imigrante seja alistado automaticamente no exército.

O JPPI também sugere que seja facilitada a conversão e incentive a conversão de não-judeus (de todo o mundo), que sejam casados com judeus.

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: