O aluno judeu


O ALUNO JUDEU….
O pai judeu Goshi, com a melhor das intenções, enviou seu filho Samuel para o colégio mais caro da comunidade Judaica. Apesar das boas intenções, Samuel não ligava para as aulas. O negocio dele era brincar e conversar.
Notas do primeiro mês : 
Matemática 2 
Geografia 3 
História 3 
Literatura 2 
Comportamento 0
Estas espantosas classificações repetiam-se mês a mês, até que o pai se cansou:
- Samuel ouve bem o que te vou dizer, se no próximo mês as tuas notas e o teu comportamento não melhorarem, vou te mandar estudar num colégio católico muito rigoroso para ver se Vc aprende executar as suas responsabilidades.
No mês seguinte as notas do Samuel foram uma tragédia e o pai não pestanejou e cumpriu com a sua palavra. Chamou o filho e determinou:
- Samuel, seu filho desalmado, Vc vai para o colégio católico mais RIGOROSO que eu conseguir e vamos ver se Vc melhora ou não… vamos ver!
Através de um rabino próximo da sua familia, entrou em contato com um bispo que lhe recomendou um bom Colégio Franciscano para o qual Samuel foi enviado.
Notas do primeiro mês :
Matemática 8
Geografia 7
História 7
Literatura 8
Comportamento 8
Notas do segundo mês :
Matemática 10
Geografia 8
História 9
Literatura 10
Comportamento 10
O pai contente mas muito surpreso perguntou a Samuel:
- Samuel, O que aconteceu para você ir tão bem na escola? Como é que se deu este milagre?
- Não sei, papai. Não sei, mesmo…. mas assim que cheguei no colégio, apresentaram-me todos os colegas e todos os professores e mais tarde fomos obrigados a ir a uma igreja, lá dentro do colégio. Quando entrei, vi um homem crucificado, com pregos nas mãos e nos pés, com cara de ter sofrido muito e todo ensanguentado. Fiquei impressionado, Muito Impressionado….
Perguntei:
- Quem é ele?
E respondeu-me um aluno do curso superior:
"Ele era um judeu como você".
Então, disse para mim mesmo:
"Puta Que Pariu!!!! Aqui não tem jeito vou ter que estudar que os padres não estão para brincadeira, não !!!"


Gostou? Então leia esse post: Humor Judaico 1

Postar um comentário

0 Comentários