Sabugal em Portugal dinamiza turismo com base no patrimônio judaico


Um grupo de empresários do Sabugal criou um consórcio com o objetivo de divulgar e rentabilizar as potencialidades do patrimônio judaico existente na região.

Segundo Joaquim Tomé, o projeto designado "Sepharad Lands" [Terras Sefarditas] visa "proporcionar acompanhamento e prestação de serviços ao nível da informação cultural, histórica e patrimonial" aos visitantes que pretendam conhecer o patrimônio e a história do conselho do Sabugal e de outros pontos do país onde existem vestígios judaicos.

O empresário adiantou que foi criada uma "rede" de 15 empresários do Sabugal, de vários setores de atividade, desde a hotelaria à restauração, viagens e lazer, que futuramente poderá ser "alargada a outras zonas onde viveram os judeus ibéricos".

A ideia surgiu com a finalidade de proporcionar aos visitantes desde transporte a estadias, "devidamente organizadas e planeadas".

Segundo Joaquim Tomé, o projeto apareceu no seguimento da formação da Rede de Judiarias de Portugal, que reúne vários municípios com patrimônio histórico judaico, incluindo o do Sabugal.

"A ideia é que haja complementaridade entre a "Sepharad Lands" e a Rede de Judiarias de Portugal", disse, explicando que o consórcio empresarial está "projetado para funcionar internacionalmente".

Postar um comentário

0 Comentários