Quatro moedas podem mudar a história do Muro das Lamentações



Arqueólogos descobriram quatro moedas do ano 17 no subsolo do muro das lamentações, local sagrado para o povo judeu, em Jerusalém. Segundo os cientistas, o pequeno tesouro tinham as marcas de um procônsul romano que viveu na região 20 anos após Herodes - líder judeu que morreu no ano 4 a.C. - e pode mudar o que se sabe sobre a construção de um dos locais mais sagrados do planeta.

As moedas foram encontradas em um banho que precedeu a construção do Monte do Templo e que foi usado como suporte às muralhas, segundo os cientistas. Isso indicaria que a construção do muro nem havia começado na época da morte de Herodes, a quem é creditada a construção do templo e do muro.

A descoberta confirmaria a versão de Flávio Josefo, um general judeu convertido em Roma que virou historiador. Em um documento sobre a destruição do templo pelos romanos no ano 70, ele disse que a construção havia terminado pelo rei Agrippa II, bisneto de Herodes, duas décadas antes do complexo ser destruído.

Caçador de tesouros usou um detector de metais para achar tesouro com 52,5 mil moedas
Centenas de moedas tinham o rosto de Marcus Aurelius Carausius.

Primeiramente, ele encontrou uma pequena moeda de bronze. Ele continuou a cavar e retirou mais 20, quando encontrou o enorme jarro e decidiu buscar ajuda especializada

Postar um comentário

1 Comentários

Anônimo disse…
SHALOM VEJAMOS UMA COISA APRENDI NA FACULDADE DE HISTÓRIA QUE A HISTÓRIA NUNCA SE TERMINA,SEMPRE SURGEM NOVAS DESCOBERTAS!
POR ISTO A TORAH E TODAS AS ESCRITURAS SEMPRE ESTÃO INCOMPLETAS NA HISTÓRIA, NO NO RABA OLAM TUDO SERÁ DECIFRADO E DESCOBERTO MAZAL TOV!

HAHAHIM ROBSON R PELLEGRINO

CONGREGAÇÃO UNITARISTA NA CASA VERDE

http://congregacaounitaristacv.tk/