Dia Global do Talmude

Os judeus do mundo inteiro comemoraram o domingo passado como o dia em que o famoso estudioso da Torá, o rabino Adin Steinsaltz, concluiu a sua tradução dos 45 volumes e comentários sobre o Talmude. Este feito monumental foi marcado por uma transmissão global simultânea do evento em Jerusalém, cobrindo 360 comunidades em 45 países diferentes. A transmissão de Steinsaltz falando sobre o assunto, enquanto ele completava as poucas palavras finais da tradução, foi realizada simultaneamente em 650 programas ao redor do mundo, com início às 21:00 horas, horário de Israel. 

A Torá é a herança comum de todo o povo judeu, disse o famoso sábio da Torá, autor e professor. Ela não pertence a um grupo de elite. Temos a responsabilidade de compartilhar a nossa herança comum com todos os judeus. Cada um de nós tem uma parte igual, disse ele.

Na antiga União Soviética, a American Jewish Joint Distribution Committee (JDC) também  participou através do apoio a atividades em mais de 80 cidades grandes e pequenas em 50 comunidades. Em Montreal o Centro de Educação Judaica Bronfman mostrou a transmissão ao vivo do rabino direto de Jerusalém como parte de um dia inteiro de estudos interativos sobre o Talmude, em Francês e Inglês.

Em Nova York, na Rua 92 houve um dia inteiro de programações com participantes que incluiram a Dra. Ruth Westheimer, o rabino Harold Kushner, o presidente da Universidade Yeshiva Richard Joel e muitos outros.

Em Washington DC David Gregory da NBC News, apresentador do ‘Meet the Press’ relatou como estudos sobre o judaísmo impactaram a sua vida.

Steinsaltz, que começou a trabalhar nesta obra em 1965, aos 27 anos, também é conhecido por trabalhos clássicos sobre a Cabala, As Treze Pétalas de Rosa, que foi traduzido em oito línguas, bem como cerca de 60 livros e centenas de artigos.

Um mentor espiritual dos judeus russos, Steinsaltz fundou a Universidade Judaica, uma instituição de primeiro grau na ex-União para estudos judaicos.

Junto com sua própria formação rabínica, Steinsaltz estudou física e química na Universidade Hebraica, e aos 24 anos de idade se tornou o mais jovem diretor de escola de Israel. Ele prestou serviços como um estudioso residente no Woodrow Wilson Center for International Studies em Washington DC e do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Princeton, e tem inúmeros títulos “honoris causa” de universidades nos EUA e Israel. Morando em Jerusalém, o rabino e sua esposa têm três filhos e 15 netos.

Postar um comentário

0 Comentários