Cirurgião judeu recusa operar paciente com suástica tatuada

"Não vou operar o seu marido. Sou judeu", disse o médico à mulher do paciente, que estava já na sala de operações preparado para a cirurgia. O problema: a cruz suástica que tinha tatuada no braço, por baixo de uma águia imperial. Dois símbolos nazis.

Postar um comentário

3 Comentários

Lu disse…
Acho que ele devia ter operado. Seria uma ironia ver um simpatizante do nazismo sendo ajudado por um judeu. Mas acho que não houve problema já que um colega dele operou. Se ele tivesse deixado o cara morrer dai sim seria errado.
lu disse…
Acho que ele devia ter operado. Seria dar um tapa de luva no simpazante do nazismo. Mas não houve problema já que um colega dele operou. Se ele tivesse deixado o cara morrer dai sim teria sido errado.
Fábio Quiroga disse…
Tá certo, pq dar a mão a um escorpião?