Hebraico



Israel é, hoje, a única nação no mundo cujas crianças cantam e falam na língua dos profetas. Uma nação que fez renascer seu idioma e com ele todo o seu passado, para construir seu futuro.  


Hebraico - O renascimento de uma língua


Após quase dois mil anos sem ser falado, o hebraico tornou-se novamente uma língua viva e, atualmente, é o idioma oficial do Estado de Israel. Considerado uma língua sagrada, esteve restrito desde o ano 200 da era comum à liturgia, filosofia e literatura.



No final do século 19, no entanto, transformou-se em um veículo cultural moderno, vital para o movimento de renascimento nacional que culminou no sionismo político. Por trás deste processo está a participação fundamental de Eliezer Ben-Yehuda, iniciador do movimento pelo ressurgimento da língua hebraica como idioma falado.



Tendo imigrado para Eretz Israel - a Terra de Israel - em 1881, tornou-se pioneiro no uso do idioma no lar e na escola. Como parte de sua luta, incentivou a criação de novas palavras, lançou um periódico, em 1884, sendo também co-fundador do Comitê de Língua Hebraica, em 1890. Em 1910, iniciou a compilação do Dicionário Completo do Hebraico Antigo e Moderno, com 17 volumes. O trabalho foi comcluído por sua esposa e seu filho, em 1959. 



O reconhecimento do hebraico como língua oficial na então Palestina, juntamente com o árabe e o inglês, pela Administração do Mandato Britânico, tornou-se o idioma oficial das instituições judaicas e do seu sistema educacional. As oito mil palavras que compunham o vocabulário hebraico nos tempos bíblicos transformaram-se em 120 mil.



O renascimento do hebraico, considerado um fenômeno único na história das nações, foi fundamental no processo de construção da sociedade israelense e no desenvolvimento de sua identidade nacional, considerando-se principalmente o fato de ser um país formado por imigrantes vindos de mais de 80 países que trouxeram consigo a cultura e a língua de seu local de origem. Israel é, hoje, a única nação no mundo cujas crianças cantam e falam na língua dos profetas. Uma nação que fez renascer seu idioma e com ele todo o seu passado, para construir seu futuro.    

Postar um comentário

0 Comentários