19 de out. de 2008

Incrível e emocionante!!!!

Incrível e emocionante!!!!


August 1942. Piotrkow, Poland.

The sky was gloomy that morning as we waited anxiously.All the men,  women and children of Piotrkow's Jewish ghetto had been herded into a square.
Naquela manhã o céu estava sombrio, enquanto esperávamos
ansiosamente. Todos os homens, mulheres e crianças do gueto
judeu de Piotrkow foram arrebanhados em uma praça.

Word had gotten around that we were being moved. My father
had only  recently died from typhus, which had run rampant through the crowded  ghetto.My greatest fear was that our family would be separated.
Espalhou-se a notícia de que estávamos sendo removidos.
Meu pai havia falecido recentemente de tifo,que se alastrara através do gueto abarrotado. Meu maior medo era de que nossa família fosse separada.

"Whatever you do," Isidore, my eldest brother,whispered to me, "don't tell them your age. Say you're sixteen.
"O que quer que aconteça," Isidore, meu irmão mais velho, murmurou para mim, "não lhes diga a sua idade. Diga que tem dezesseis anos".

I was tall for a boy of 11, so I could pull it off. That way I might be deemed valuable as a worker.
Eu era bem alto, para um menino de 11 anos, e assim poderia ser confundido. Desse jeito eu poderia ser considerado valioso como um trabalhador.

An SS man approached me, boots clicking against the cobblestones. He  looked me up and down,and then asked my age.

Um homem da SS aproximou-se, botas estalando nas pedras grosseiras do piso. Olhou-me de cima a baixo e perguntou minha idade.
"Sixteen," I said. He directed me to the left,where my three brothers and other healthy young menalready stood.

"Dezesseis", eu disse. Ele mandou-me ir à
esquerda, onde já estavam meus três irmãos e outros
jovens saudáveis.

My mother was motioned to the right with the other women,
children,  sick and elderly people.
Minha mãe foi movida para a direita com outras mulheres,
crianças, doentes e velhos.

I whispered to Isidore, "Why?"
Murmurei para Isidore, "Porque?"

He didn't answer.
Ele não respondeu.

I ran to Mama's side and said I wanted to stay with her.
Corri para o lado da mãe e disse que queria ficar com ela.

"No, "she said sternly.
"Não," ela disse ela com firmeza.

"Get away. Don't be a nuisance. Go with your brothers."
"Vá embora. Não aborreça. Vá com seus irmãos".

She had never spoken so harshly before. But I understood:She was protecting me. She loved me so much that, just this once, she pretended not to. It was
the last I ever saw of her.
Ela nunca havia falado tão asperamente antes. Mas eu entendi: ela estava me protegendo. Ela me amava tanto que, apenas esta única vez, ela fingiu não
fazê-lo. Foi a última vez que a vi.

My brothers and I were transported in a cattle car to Germany.
Meus irmãos e eu fomos transportados em um vagão de gado até a Alemanha.

We arrived at the Buchenwald concentration camp one night weeks later  and were led into a crowded barrack. The next day, we were issued uniforms and
identification numbers.
Chegamos ao campo de concentração de Buchenwald em uma
noite, semanas após e fomos conduzidos a uma barraca lotada. No dia seguinte recebemos uniformes e números de identificação.

"Don't call me Herman anymore." I said to my brothers. "Call me 94983."
"Não me chamem mais de Herman", eu disse aos meus irmãos. "Chamem-me 94938".

I was put to work in the camp's crematorium, loading the dead into a hand-cranked elevator.
Colocaram-me para trabalhar no crematório do campo,
carregando os mortos em um elevados manual.

I, too, felt dead. Hardened, I had become a number.
Eu, também, me sentia como morto. Insensibilizado, eu me tornara um número.

Soon, my brothers and I were sent to Schlieben, one of Buchenwald's sub-camps near Berlin.
Logo, meus irmãos e eu fomos mandados para Schlieben, um dos sub-campos de Buchenwald, perto de Berlim.

One morning I thought I heard my mother's voice.
Em uma manhã eu pensei que ouvi a voz de minha mãe.

"Son," she said softly but clearly, I am going
to send you an angel."
"Filho" ela disse suave mas claramente, "Vou
mandar-lhe um anjo".

Then I woke up. Just a dream. A beautiful dream.
Então eu acordei. Apenas um sonho. Um lindo sonho.

But in this place there could be no angels. There was only
work. And hunger. And fear.
Mas nesse lugar não poderia haver anjos. Havia apenas trabalho. E fome. E medo.

A couple of days later, I was walking around the camp,around the barracks, near the barbed-wire fence where the guards could not easily see. I was alone.
Poucos dias depois, estava caminhando pelo campo, pelas
barracas, perto da cerca de arame farpado, onde
os guardas não podiam enxergar facilmente. Estava sozinho.

On the other side of the fence, I spotted someone: a little girl with light, almost luminous curls.She was half-hidden behind a birch tree.
Do outro lado da cerca, eu observei alguém: uma pequena
menina com suaves, quase luminosos cachinhos.
Ela estava meio escondida atrás de uma bétula.

I glanced around to make sure no one saw me. I called to her softly in German. "Do you have something to eat?"
Dei uma olhada em volta, para certificar-me de que ninguém
me viu. Chamei-a suavemente em Alemão.
"Você tem algo para comer?"

She didn't understand.
Ela não entendeu.

I inched closer to the fence and repeated the question in Polish. She stepped forward. I was thin and gaunt, with rags wrapped around my feet, but the girl looked unafraid. In her eyes, I saw life.
Aproximei-me mais da cerca e repeti a pergunta em Polonês.
Ela se aproximou. Eu estava magro e raquítico, com farrapos envolvendo meus pés, mas a menina parecia não ter medo. Em seus olhos eu vi vida.

She pulled an apple from her woolen jacket and threw it over the fence.
Ela sacou uma maçã do seu casaco de lã e a jogou sobre a cerca.

I grabbed the fruit and, as I started to run away, I heard her say  faintly, "I'll see you tomorrow."
Agarrei a fruta e, assim que comecei a fugir, ouvi-a dizer
debilmente, ""Virei vê-lo amanhã".

I returned to the same spot by the fence at the same time every day.  She was always there with something for me to eat - a hunk of bread or, better yet,
an apple.
Voltei para o mesmo local, na cerca, na mesma hora, todos os dias. Ela estava sempre lá, com algo para eu comer - um naco de pão ou, melhor ainda, uma maçã.

We didn't dare speak or linger. To be caught would mean death for us both.
Nós não ousávamos falar ou demorarmos. Sermos pegos
significaria morte para nós dois.

I didn't know anything about her, just a kind farm girl, except that she understood Polish. What was her name? Why was she risking her life for me?
Não sabia nada sobre ela, apenas um tipo de menina de
fazenda, exceto que ela entendia Polonês.Qual era o seu nome? Porque ela estava arriscando sua vida por mim?"

Hope was in such short supply, and this girl on the other side of the fence gave me some, as nourishing in its way as the bread and apples.
A esperança estava naquele pequeno suprimento, e essa
menina do outro lado da cerca trouxe-me um pouco, como que nutrindo dessa forma, tal como o pão e as maçãs.

Nearly seven months later, my brothers and I were crammed into a coal car and shipped to Theresienstadt camp in Czechoslovakia.
Cerca de sete meses após, meus irmãos e eu fomos
abarrotados em um vagão de carvão e enviados
para o campo de Theresiensatdt, na Tchecoeslováquia.

"Don't return," I told the girl that day."We're leaving."
"Não volte", eu disse para a menina naquele dia."Estamos partindo".

I turned toward the barracks and didn't look back,didn't even say good-bye to the little girl whose name I'd never learned, the girl with the apples.
Voltei-me em direção às barracas e não olhei para trás, nem mesmo disse adeus para a pequena menina,cujo nome eu nunca aprendi, a menina das maçãs.

We were in Theresienstadt for three months. The war was winding down and Allied forces were closing in, yet my fate seemed sealed.
Permanecemos em Theresienstadt por três meses. A guerra
estava diminuindo e as forças aliadas se aproximando,
muito embora meu destino pareceu estar selado.

On May 10, 1945, I was scheduled to die in the gas chamber at 10:00 AM.
No dia 10 de maio de 1945 eu estava destinado a morrer na
câmara de gás, às 10:00 horas.

In the quiet of dawn, I tried to prepare myself. So many times death seemed ready to claim me, but somehow I'd survived. Now, it was over.
No silencioso crepúsculo, tentei me preparar. Tantas vezes
a morte pareceu pronta para me reclamar, mas de alguma forma eu havia sobrevivido. Agora, tudo estava acabado.

I thought of my parents. At least, I thought, we will be reunited.
Pensei nos meus pais. Ao menos, pensei, nós estaremos nos reunindo.

But at 8 A.M. there was a commotion. I heard shouts, and saw people running every which way through camp. I caught up with my brothers.
Mas, às 08:00 horas ocorreu uma comoção. Ouvi gritos, e vi pessoas correndo em todas as direções através do campo. Juntei-me aos meus irmãos.

Russian troops had liberated the camp! The gates swung open. Everyone was running, so I did too. Amazingly, all of my brothers had survived;
Tropas russas haviam liberado o campo! Os portões foram abertos. Todos estavam correndo, então eu corri também.Surpreendentemente, todos os meus irmãos haviam sobrevivido.

I'm not sure how. But I knew that the girl with the apples had been the key to my survival.
Não tenho certeza como, mas sabia que aquela menina com as
maçãs tinha sido a chave da minha sobrevivência.

In a place where evil seemed triumphant, one person's goodness had saved my life, had given me hope in a place where there was none.
No local onde o mal parecia triunfante, a bondade de uma pessoa salvara a minha vida, me dera esperança em um lugar onde ela não existia.

My mother had promised to send me an angel, and the angel had come.
Minha mãe havia prometido enviar-me um anjo, e o anjo apareceu.

Eventually I made my way to England where I was sponsored by a Jewish charity, put up in a hostel with other boys who had survived the Holocaust and
trained in electronics. Then I came to America, where my brother Sam had already moved. I served in the U. S. Army during the Korean War, and returned to New York City after two years.
Eventualmente, encaminhei-me à Inglaterra, onde fui assistido pela Caridade Judaica, fui colocado em uma hospedaria com outros meninos que sobreviveram ao Holocausto e treinado em Eletrônica. Depois fui para os Estados Unidos, para onde meu irmão Sam já havia se mudado. Servi no Exército durante a Guerra da Coréia,e retornei a Nova Iorque, após dois anos.

By August 1957 I'd opened my own electronics repair shop. I was starting to settle in.
Por volta de agosto de 1957 abri minha própria loja de consertos eletrônicos. Estava começando a estabelecer-me.

One day, my friend Sid who I knew from England called me.
Um dia, meu amigo Sid, a quem eu conhecia da Inglaterra, me telefonou.

"I've got a date. She's got a Polish friend.Let's double date."
"Tenho um encontro. Ela tem uma amiga polonesa. Vamos sair juntos".

A blind date? Nah, that wasn't for me.
Um encontro às cegas? Não, isso não era para mim.

But Sid kept pestering me, and a few days later we headed up to the Bronx to pick up his date and her friend Roma.
Mas Sid continuou insistindo e, poucos dias após, nos dirigimos ao Bronx para buscar a pessoa do seu encontro e a sua amiga Roma.

I had to admit, for a blind date this wasn't so bad.Roma was a nurse at a Bronx hospital. She was kind and smart. Beautiful, too, with swirling brown curls
and green, almond-shaped eyes that sparkled with life.
Tenho que admitir, para um encontro às cegas, não foi tão ruim. Roma era enfermeira em um hospital do Bronx. Ela era gentil e esperta. Bonita, também, com cabelos castanhos cacheados e olhos verdes amendoados que
faiscavam com vida.

The four of us drove out to Coney Island. Roma was easy to talk to, easy to be with.
Nós quatro nos dirigimos até Coney Island. Roma era uma pessoa com quem era fácil falar e fácil de se estar junto.

Turned out she was wary of blind dates too!
Descobri que ela era igualmente cautelosa com encontros às cegas.

We were both just doing our friends a favor. We took a stroll on the boardwalk, enjoying the salty Atlantic breeze, and then had dinner by the shore. I
couldn't remember having a better time.
Nós dois estávamos apenas fazendo um favor aos nossos amigos. Demos um passeio na beira da praia,gozando a brisa salgada do Atlântico e depois jantamos
perto da margem. Não poderia me lembrar de ter tido momentos melhores.

We piled back into Sid's car, Roma and I sharing the backseat.
Voltamos ao carro do Sid, Roma e eu dividimos o assento traseiro.

As European Jews who had survived the war, we were aware that much had been left unsaid between us. She broached the subject, "Where were you," she asked softly, "during the war?"
Como judeus europeus que haviam sobrevivido à guerra,sabíamos que muita coisa foi deixada sem ser dita entre nós. Ela puxou o assunto, "Onde você
estava", perguntou delicadamente, "durante a guerra?"

"The camps," I said. The terrible memories still vivid, the irreparable loss. I had tried to forget.But you can never forget.
"Nos campos de concentração", eu disse. As terríveis memórias ainda vívidas, a irreparável perda.Tentei esquecer. Mas jamais se pode esquecer.

She nodded. "My family was hiding on a farm in Germany, not far from Berlin," she told me. "My father knew a priest, and he got us Aryan papers."
Ela concordou. "Minha família se escondeu em uma fazenda na Alemanha, não longe de Berlim", ela me disse. "Meu pai conhecia um padre, e ele nos deu
papéis arianos."

I imagined how she must have suffered too, fear, a constant companion. And yet here we were both survivors, in a new world.
Imaginei como ela deve ter sofrido também, medo, uma constante companhia. Mesmo assim, aqui estávamos, ambos sobreviventes, em um mundo novo.

"There was a camp next to the farm." Roma continued. "I saw a boy there and I would throw him apples every day."
"Havia um campo perto da fazenda", Roma continuou. "Eu via um menino lá e lhe jogava maçãs todos os dias."

What an amazing coincidence that she had helped some other
boy. "What did he look like? I asked.
Que extraordinária coincidência, que ela tivesse ajudado algum outro menino. "Como ele era?", perguntei.

"He was tall, skinny, and hungry. I must have seen him every day for six months."
"Ele era alto, magro e faminto. Devo tê-lo visto a cada dia, durante seis meses."

My heart was racing. I couldn't believe it.
Meu coração estava aos pulos. Não podia acreditar.

This couldn't be.
Isso não podia ser.

"Did he tell you one day not to come back because he was leaving Schlieben?"
"Ele lhe disse, um dia, para você não voltar porque ele estava saindo de Schlieben?".

Roma looked at me in amazement. "Yes!"
Roma me olhou estupefata. "Sim!".

"That was me!"
"Era eu!".

I was ready to burst with joy and awe, flooded with
emotions. I couldn't believe it! My angel.
Eu estava para explodir de alegria e susto, inundado com emoções. Não podia acreditar! Meu anjo.

"I'm not letting you go." I said to Roma.And in the back of the car on that blind date, I proposed to her. I didn't want to wait.
"Não vou deixar você partir", disse a Roma. E,na trazeira do carro, nesse encontro às cegas, pedi-a em casamento. Não queria esperar.

"You're crazy!" she said. But she invited me to meet her parents for Shabbat dinner the following week.
"Você está louco!", ela disse. Mas convidou-me para conhecer seus pais no jantar do Shabbat da semana seguinte.

There was so much I looked forward to learning about Roma,but the most important things I always knew: her steadfastness, her goodness. For many months, in
the worst of circumstances, she had come to the fence and given me hope. Now that I'd found her again, I could never let her go.
Havia tanto que eu ansiava descobrir sobre Roma, mas as coisas mais importantes eu sempre soube:sua firmeza, sua bondade. Por muitos meses, nas piores circunstâncias, ela veio até a cerca e me trouxe esperança. Não que eu a tivesse encontrado de novo, eu jamais a havia deixado partir.

That day, she said yes. And I kept my word. After nearly 50 years of marriage, two children and three grandchildren,I have never let her go.
Naquele dia ela ela disse sim. E eu mantive a minha palavra. Após quase 50 anos de casamento, dois filhos e três netos, eu jamais a deixara partir.

Herman Rosenblat of Miami Beach, Florida

 

This is a true story and you can find out more by Googling Herman Rosenblat. He was Bar Mitzvahed at age 75.
Esta é uma história verdadeira e você pode descobrir mais sobre ele no Google. Ele fez Bar-Mitzvah com a idade de 75 anos.

This story is being made into a movie called The Fence.
Esta história está sendo transformada em filme, chamado "A cerca".

This e-mail is intended to reach 40 million people world-wide.
Este e-mail tem a pretensão de alcançar 40 milhões de pessoas, mundo afora.

Join us and be a link in the memorial chain and help us
distribute it around the world.
Junte-se a nós e seja um elo na corrente de memória e ajude-nos a distribuí-la no mundo.

Please send this e-mail to 10 people you know and ask them to continue the memorial chain.
Por favor, envie este e-mail a 10 pessoas conhecidas e peça-lhes para continuar essa corrente.

Please don't just delete it.
Por favor, simplesmente não a delete.

It will only take you a minute to pass this along. Thanks!
Levará apenas um minuto para passá-la adiante. Obrigado!
 
http://en.wikipedia.org/wiki/User:For_An_Angel/The_Fence
 


http://www.americangathering.com/2006/10/05/1790/the-girl-with-the-apple-by-herman-rosenblat-in-florida/
 
 
 
"Caminante no hay camino se hace camino al andar"

--
Magal
Visite www.correioregional.com


SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não do Blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.Não publicamos comentários anônimos. Coloque teu URL que divulgamos