15 de set. de 2008

Eleiçao em Israel pode ser decisiva para o pais - Nahum Sirotsky


 

Eleição em Israel  pode ser decisiva   para   o pais

Do Nahum  Sirotsky-  A   três dias  de  deixar o poder como promete, e permanecer  interino até  ser substituído por  governo   organizado por novo líder do Kadima, seu partido, a ser eleito no dia 17,Ehud Olmert, atual chefe de governo de  Israel , defende o   desmonte da maioria das colônias  israelenses  na Judea e Samaria, a Cisjordania, o território   da Margem Ocidental do  Jordão.Circula  com insistência que  propôs aos  palestinos  retirar os colonos  israelenses    de   cerca  de 97  por cento  da  Cisjordânia

ocupada na guerra de 1967..Na   opinião dele  existe   uma  chance de paz que não deve nem pode ser perdida,.Declarou  que necessitou de   anos  para  mudar o que pensava  e admitir que a idéia da Grande Israel está  definitivamente superada ..Compreendeu   que   que  se deve  compartilhar  com os palestinos  o espaço que Israel ocupa..O tempo não corre a   favor.Urge    viabilizar  a   idéia   de dois estados, um judeu e outro palestino,, um ao lado do outro, pois na alternativa surgirá  um estado binacional, a pior das soluções.Ficou implícito  que    no estado   binacional os palestinos  logo   seriam maioria e  seria o fim do estado  judeu independente.  . ..

     "Somos o mais forte estado na região,.Mas as ameaças estratégicas  não  resultam da questão  de onde fica a fronteira.Podemos discutir  cada detalhe  mas  ficaremos sem um sócio para a paz   e  apoio internacional.Ficaríamos apenas com  o sentimento da termos razão e   isolados.,'" O  seu   vice-primeiro   informou   que apesar dos anos dedicados  a um  acordo ,  Israel e Palestinos nem perto  estão de uma  declaração de princípios.;

      Foi  assim  a reunião do atual ministério, a  ultima   antes   das eleições    entre os partidários do Kadima e escolha  do  novo líder..  Olmert   está sob investigação  policial  por  supostos     comportamentos  não éticos  quando ocupava um ministério menor em fins do século passado.  Tem de  se  afastar...O  novo líder   terá   um curto  prazo de cerca de 20 dias  para  montar um novo ministério.Se  fracassar, pois nunca é  fácil a tarefa de formar coligações partidárias, serão   convocadas  eleições   parlamentares gerais.  Em tal hipótese  Olmert  permaneceria   como primeiro ministro  interino   até    o eleitorado decidir qual partido será majoritário com   o direito de  chefiar um  novo governo.Mas,  pelas pesquisas,  não tem mais  maioria na opinião publica  e  condições  para  decisões   que mudem a historia..

     O   futuro primeiro ministro,  seja ele do Kadima ou  decidido em eleições gerais,

terá de tomar decisões   sobre paz  ou guerra.  no caso  da  persistência do impasse  nas negociações entre Israel e o governo palestino do presidente Abu Mazen  que tem sido um sócio  na busca de uma paz..E ,em qualquer das  hipóteses,  convencer  a opinião publica  que, pelas  pesquisas, aceita a  hipótese     de  concessões substanciais aos palestinos em troca de uma paz  e  a  coexistência de dois estados independentes , judeu e palestino, a   apoiar   as  concessões necessárias  a um acordo.Um segmento   mais radical  a isto se opõem   e ameaça ser  violento.

      Na eleição  disputam  a  liderança   dois candidatos, ambos ministros  do atual governo.E  não  economizam eles  em restrições um ao outro.Tzipi Livni, advogada  de  50 anos, atual Ministro do Exterior,e Shaul Mofas, ex chefe  do Estado  Maior das Forças Armadas,  atualmente  general da  reserva,são  os mais fortes  candidatos.No dia 17  será conhecido o favorito do Kadima   para substituir Olmert. O eleito  assumirá   a responsabilidade das  mais  graves   decisões desde a  criação do   estado de  Israel há  60 anos.As   questões  com os palestinos e  a ameaça de um Irã,  poder  atômico   com programa de destruir  Israel,apoiado    pelo Hizbalá e Hamas,   organizações   consideradas terroristas ou   ainda   outras forças. 


SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não do Blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.Não publicamos comentários anônimos. Coloque teu URL que divulgamos