Mensagem da Embaixadora de Israel

 

 

Mensagem da Embaixadora de Israel

Mensagem da Embaixadora de Israel ,

Sra. Tzipora Rimon, às comunidades Judaicas do Brasil por ocasião do 59º aniversário da Independência do Estado de Israel

Caros (as) amigos (as),

Neste dia 24 de abril de 2007 comemoramos os 59 anos da criação do Estado de Israel. Essa é uma oportunidade para desejar a todos, em nome da Embaixada de Israel no Brasil e em meu nome, votos de feliz Yom Haatzmaut.

Desde a sua criação em 1948, Israel acredita na paz e continua a desejar o estabelecimento do diálogo e de relações pacíficas, tanto com seus vizinhos palestinos como com os estados árabes no Oriente Médio. Israel tem interesse em promover um processo de cooperação e normalização, e os estados árabes moderados podem, por sua vez, desempenhar um papel positivo nesse sentido. Em relação ao processo de paz com os palestinos, Israel está comprometido com a solução de dois estados que convivem em paz, sem terrorismo e sem violência. O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, convidou líderes árabes para participarem de uma conferência regional pela paz.

No entanto, foi vivenciado no Oriente Médio, a possível continuação da instabilidade geopolítica por causa dos esforços intensificados por forças radicais como o Irã (em face do seu programa nuclear) e dos grupos terroristas do Hamas, Jihad Islâmica e Hezbolah, em aumentar seus poderes políticos e militares. Esses grupos também realizaram há quase um ano, seqüestros de soldados israelenses e continuam a manter Gilad Shalit, Elad Regev e Ehud Goldwasser. Israel une esforços para conseguir a libertação dos soldados e levá-los de volta para casa.

A Assembléia Geral da ONU aprovou este ano, uma resolução rejeitando o fenômeno de negação do Holocausto. Há uma importância nesta atitude mundial, em face da campanha do Irã contra esse fato histórico, por meio da organização de uma conferência internacional em Teerã, para negar a Shoa e a existência do Estado de Israel.

Temos de reforçar junto com a comunidade internacional o combate a fenômenos como racismo, anti-semitismo e à negação do Holocausto. Ações contra essa tendência têm como exemplo a Conferência Internacional do Fórum Global para Combate ao Antisemitismo, convocada em fevereiro último, pela ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, em Jerusalém.

Neste 59º aniversário do Estado de Israel, a economia israelense está prosperando e florescendo, como se pode observar com o crescimento de quase 8 por cento nos últimos meses de 2006.

Os investimentos estrangeiros diretos alcançaram o ápice sem precedente. Como se pôde ver, foram 13,4 bilhões de dólares em 2006 e, ao mesmo tempo, as exportações de alta tecnologia (high-tech) se aproximaram dos 18 bilhões de dólares. A moeda israelense - Shekel - está forte, a infalção é insignificante e o déficit do orçamento é menos de um por cento do PIB.

As atrações de Israel encorajam turistas a visitar o país e nós esperamos que este ano muitos brasileiros tenham a oportunidade de conhecer as belezas de Israel.

Isael e Brasil mantém relações estreitas e ultimamente, no final de fevereiro, assinaram um acordo de cooperação bilateral em pesquisa e desenvolvimento industrial no setor privado. Este acordo permitirá uma promoção conjunta e apoio de projetos entre empresas, corporações e entidades dos dois países. Continuamos a elaborar outros acordos e programas, além de algumas visitas oficiais mútuas.

Este ano comemoramos dois eventos de fundamental importância para a história do povo judeu e do Estado de Israel: marcamos 60 anos da resolução da Assembléia Geral da ONU, chefiada pelo chanceler brasileiro Osvaldo Aranha, que decidiu no dia 29 de novembro de 1947 a criação do Estado de Israel. Em maio, marcamos 40 anos da unificação de Jerusalém, a capital do Estado de Israel e do povo judeu.

Esses eventos e o Dia Nacional de Israel nos permitem mais uma vez expressar a solidariedade entre o Estado de Israel e a comunidade judaica do Brasil. Unidos, festejamos o Yom Haatzmaut!

Chag Sameach!

Compareça ao ato religioso comunitário de Yom Hashoá

Hoje, na Sinagoga de Copacabana, às 18:30h, com o acendimento das 6 velas por sobreviventes do Holocausto e a execução do Hino dos Partisans pela Banda Sinfônica da Guarda Municipal.

Agora você pode comentar as notícias do Informe FIERJ ou consultar a qualquer momento por www.fierj.blogspot.com
Participe - Dê sua opinião - Não é preciso se registrar.

 
Share on Google Plus

About Jorge Magalhães

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner