07/03/2005

Etz Chaim - A Árvore da Vida

Etz Chaim - a Árvore da Vida


Etz Chaim - a Árvore da Vida Árvore da Vida é um diagrama extremamente conhecido no estudo da Cabalá. Muitos chegam ao ponto de afirmar que Cabalá é a decodificação da Árvore da Vida, mas isso é um grande engano. A Árvore da Vida é uma entre muitas ferramentas utilizadas pela Cabalá para a correta compreensão das forças que regem o universo.

De acordo com a Cabalá, a realidade se apresenta em 10 dimensões - representada pelas 10 sefirót. Elas funcionam como canais através dos quais a Luz do Mundo Infinito chega ao Mundo Físico, alimentando tudo o que existe, incluindo as nossas almas.Cada sefirá, tal qual um filtro, reduz sucessivamente a emanação da Luz, diminuindo gradativamente o seu brilho para um nível quase imperceptível no mundo físico.Cada sefirá por onde passa a Luz se manifesta de forma diferente, sem perder em momento algum a Sua essência.

No estudo das sefirót, encontraremos diferentes associações, como atributos divinos e partes do corpo, entre tantas outras referências, de modo a estabelecer uma relação de interdependência entre todos estes elementos.Exploramos a seguir alguns conceitos básicos de Malchut, o ponto mais baixo, subindo para Kether.Malchut (Reino) - Sefirá 10É a dimensão do mundo físico, dos aspectos tangíveis da realidade; a única sefirá onde a matéria parece existir.

Na melhor das hipóteses, só conseguimos perceber algo próximo a 6% de toda a realidade - um número que dá uma medida para a nossa limitação.No corpo, Malchut representa os pés. Assiá, o Mundo da Ação, também se encontra no nível de Malchut, relacionando diferentes aspectos de nossa existência física, como andar, dormir, comer, trabalhar, dançar, etc. Em Malchut encontramos o maior desejo de receber, pois é o ponto mais distante da Fonte, daí o sentimento de "falta".

O Portal da Compreensão - Para superar este exílio deve-se exercitar a observação e a reflexão, onde através de orações, transformações espirituais e meditações alcançamos a energia espiritual dos mundos superiores.Yesod (Fundamento) - Sefirá 9Yesod é um grande reservatório que recolhe, equilibra e transfere toda a inteligência que é emanada das sefirót acima dela para Malchut.É a sefirá associada aos órgãos sexuais e onde se encontra o arquivo de vidas passadas e o inconsciente de cada indivíduo. Yessod comanda as situações pelas qual devemos passar (várias vezes, se necessário) para nos deixar atentos com aspectos de nossa personalidade que precisam ser trabalhados, evitando assim a repetição de erros do passado.

Yesod é a dimensão dos sonhos e das revelações.Hod (Glória ou Esplendor) - Sefirá 8Em Hod aprendemos a identificar o outro e, conseqüentemente, a aceitá-lo. Sua qualidade espiritual enfatiza a humildade e o reconhecimento.No corpo humano, corresponde à perna esquerda. Hod também controla os processos voluntários e atividades do lado esquerdo do cérebro, canalizando a praticidade na psique humana.

O Portal da Confiança - É a entrega completa ao ritmo da Criação, entendendo que a Luz estará sempre presente.Netzach (Vitória e Eternidade) - Sefirá 7Netzach é um armazém de energia positiva de Chessed, que irradia o desejo de compartilhar e se torna o canal desta energia na medida em que começa a abordar o mundo físico no qual vivemos.No corpo, está relacionado com a perna direita. A vitória a que Netzach se refere é a superação das próprias limitações.

Por eternidade devemos entender a capacidade de manter sempre vivo um sentimento, uma sensação sem deixar que as coisas caiam na rotina e/ou sejam tratadas com indiferença depois de algum tempo. Netzach é a primeira sefirá onde há reciprocidade, sendo responsável pela necessidade que o homem tem de se relacionar com o outro. Estão em Netzach os processos involuntários, o lado direito do cérebro e os processos criativos - o nosso lado artista, poeta, músico ou sonhador.

O Portal da Aceitação - A Sabedoria para aceitar o próprio destino como aquilo que precisamos para crescer. Tiféret (Beleza) - Sefirá 6Representa a coluna central da Árvore da Vida e Yetzirá, o mundo da Formação. No corpo humano, está relacionado ao tronco.Tiféret é a beleza em todas as coisas: de um pôr-do-sol, uma flor, um poema ou da mente humana.

Devemos entender que esta beleza não é meramente estética, mas resultado da harmonia alcançada entre os pilares da direita e da esquerda.Aprendemos através de Tiféret a medida certa do compartilhar e do receber, da misericórdia e do julgamento. É esta consciência que permite, por exemplo, que um pai discipline um filho pelo amor, e não pela raiva reativa.

O Portal da Sinceridade - A verdade se torna a única liturgia quando tomamos consciência de nossos verdadeiros sentimentos como forma de comunhão.Guevurá (Julgamento) - Sefirá 5Guevurá representa o Julgamento. Também a Força, a Grandeza e o Poder. Em nosso corpo corresponde ao braço esquerdo.Enquanto Chessed doa incondicionalmente, Guevurá é avarenta; onde Chessed expande, Guevurá contrai. Guevurá sem o equilíbrio de Chessed transforma-se em tirania e pode nos levar a sentimentos pequenos como o ódio e o medo.

Assim como a Sabedoria de Chochmá não pode se manifestar sem o Entendimento de Biná, a semente indiferenciada em Chessed nunca poderia se tornar a árvore diferenciada sem a mão forte de Guevurá.Guevurá canaliza a energia espiritual necessária para a superação dos obstáculos e conquista de nossos objetivos, sendo fundamental para a transformação de nossa natureza.

O Portal do Arrependimento - Reexaminar todos os nossos atos que contribuem para o distanciamento do entendimento e da revelação da Luz em nossas vidas.Chessed (Misericórdia) - Sefirá 4Chessed é a manifestação da misericórdia e gentileza no mundo. Representa o desejo de compartilhar, a doação incondicional, a mão que se estende em direção ao próximo.Em nosso corpo, Chessed é o braço direito. Seu principal atributo é a expansão. Sem equilíbrio esta expressão pode ser perigosa, pois ninguém pode doar indefinidamente, daí a necessidade de ajuste junto a Guevurá, o desejo de receber.

O Portal da Humildade - Perceber as suas faltas e erros.Benta (Entendimento) - Sefirá 3Biná é a Mãe Universal, a usina geradora de energia para tudo o que existe - a dimensão de Briá, o Mundo da Criação. Localizada no topo do pilar da esquerda, transforma o "insight" gerado por Chochmá em pensamento ordenado, contribuindo para o desenvolvimento de uma idéia.Corresponde ao lado esquerdo do cérebro, o consciente, a interiorização de um conteúdo que de informação vira conhecimento. A ciência, assim como a Cabalá, atribui a criatividade e a intuição ao lado direito, assim como a lógica e a racionalização ao lado esquerdo.

O Portal da Purificação e da Abstinência - Consciente de nossos erros, devemos seguir adiante de modo a evitar vícios antigos.Chochmá (Sabedoria) - Sefirá 2 Chochmá é o topo do pilar da direita e representa o Pai Universal - o primeiro recipiente a conter toda a sabedoria do universo, a totalidade da Luz.Corresponde ao lado direito do cérebro, a criatividade, o inconsciente, o pensamento intuitivo, o "insight". Contudo, a sabedoria é passiva e não possui qualquer valor no plano da existência se não for decodificada, daí a necessidade de Biná - Entendimento.Kether (Coroa) - Sefirá 1Kether foi a primeira sefirá, o primeiro recipiente, a aparecer logo após a restrição e está ligada ao mundo de Adam Kadmon - o Homem Primordial.Esta sefirá está além da nossa de nossa realidade física, sendo o estado potencial de todas as coisas. A coroa está acima da cabeça do rei como Kether precede cada pensamento, sendo a Fonte de onde todas as coisas surgem e para onde irão retornar depois de completarem o seu ciclo de existência.

O Portal da Santidade - Devemos experimentar a paz e a prosperidade interior que a travessia dos 10 portais nos proporciona, pensando em como podemos levar esta sabedoria para todos aqueles que amamos.

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: