Liga Árabe: reconhecimento de Jerusalém como capital israelense alimentaria a violência
Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe se reúnem em sua reunião anual no início deste ano ... (crédito da foto: REUTERS)


 Liga Árabe: o reconhecimento de Trump de Jerusalém como capital israelense alimentaria a violência. 

CAIRO - Qualquer movimento dos Estados Unidos para reconhecer Jerusalém como capital de Israel alimentaria o extremismo e a violência, disse o secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit, no sábado.
Ele falou um dia depois que um alto funcionário da administração dos EUA disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, provavelmente fará o anúncio na próxima semana.
Os palestinos querem que Jerusalém seja a capital do seu futuro estado, e a comunidade internacional não reconhece a reivindicação de Israel em toda a cidade, que abriga locais sagrados para as religiões judaica, muçulmana e cristã.
O anúncio planejado do Word of Trump, que se desviaria de presidentes anteriores dos EUA, que insistiram no status de Jerusalém deve ser decidido nas negociações, já provocou críticas da Autoridade Palestina. 
"Hoje, dizemos muito claramente que tomar tal ação não é justificada ... Não servirá paz ou estabilidade, mas irá alimentar o extremismo e recorrer à violência", disse Aboul Gheit em um comunicado publicado no site da liga árabe. 
"Ele só beneficia um lado, o governo israelense que é hostil à paz", acrescentou.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

1 comments:

  1. Não existe Palestina. Vamos cometer o mesmo erro que as administrações americanas passadas cometeram com a Korea do Norte. Quem possui de fato deve possuir de direito. O tempo e as negociações infrutíferas só beneficia o terror.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião