Netanyahu condena declarações de Tzipi HotovelyO primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, condenou nesta quinta-feira (23) as declarações de sua vice-ministra das Relações Exteriores, Tzipi Hotovely, nas quais criticava os judeus americanos por terem “vidas muito cômodas” para entender a situação de Israel.
Tzipi Hotovely pediu desculpas nesta quinta à noite na emissora de televisão pública israelense. “Peço perdão de todo coração se alguém se sentiu ferido com as minhas palavras”, disse.
Também se expressou em um vídeo publicado em sua página no Facebook, dirigido aos “meus irmãos nos Estados Unidos”.
Na quarta-feira, em uma entrevista à emissora israelense i24NEWS, Hotovely foi questionada sobre a lacuna, cada vez maior, entre Israel e os judeus dos Estados Unidos, especialmente os jovens.
“Talvez sejam muito jovens para lembrar-se do que é ser judeu sem ter uma pátria judaica”, declarou Hotovely, de 39 anos, que ainda não havia nascido quando o Estado hebreu foi criado, em 1948.
Hotovely reprovou o fato dos judeus americanos “não entenderem a complexidade da região”.
“A maioria deles tem vidas muito cômodas, não sabe o que é receber morteiros”, acrescentou, em alusão aos disparos que alcançam seu próprio país.
Netanyahu, que morou nos Estados Unidos, disse que as palavras de sua vice-ministra eram ofensivas.
“Não há espaço para esses ataques e seus comentários não refletem a posição do Estado de Israel”, afirmou em um comunicado em inglês, citando o primeiro-ministro.
“O primeiro-ministro Benjamin Netanyhu condena as afirmações ofensivas de Tzipi Hotovely sobre a comunidade judaica nos Estados Unidos”, acrescentou o texto.
Conhecida por suas declarações polêmicas, Hotovely pertence a uma nova geração de membros muito conservadores do Likud, o partido de Netanyahu.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião