Vítima de explosão de bomba em Jerusalém morre após seis anos em coma
Hodaya Asulin  morre após seis anos em coma
Hodaya Asulin (Foto: Cortesia da família Asulin)
Vítima de explosão de bomba em Jerusalém morre após seis anos em coma

Seis anos depois de um atentado com bomba em Jerusalém, que matou uma turista Britânica, morre uma vitima Israelense.

Hodaya Asulin tinha 14 anos à época do ataque, em março de 2011, quando uma bomba explodiu em um telefone público perto do Centro Internacional de Convenções de Jerusalém, onde a adolescente esperava pelo ônibus. Ela estava em coma desde então.


Ajude o Site a crescer , curta nossa página no Facebook  Judaicas


Mary Jean Gardner, de 59 anos, cidadã Britânica que estudava na Universidade Hebraica há três meses, na  época do atentado, foi morta na explosão. Mais de trinta e seis pessoas ficaram feridas.

Asulin, que morreu nesta quarta-feira pela manhã, no Centro Médico Hadassah Ein Kerem, em Jerusalém, foi cuidada por sua família, em casa, na comunidade de Mevo Horon, na Cisjordânia. Ela jamais recuperou a consciência, de acordo com a reportagem.

Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

2 comments:

  1. Coisa horrível aconteceu com esta menina e com sua família. Que sua alma alcance a paz junto ao Eterno.

    ResponderExcluir
  2. Coisa horrível aconteceu com esta menina e com sua família. Que sua alma alcance a paz junto ao Eterno.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião