Cashrut, dieta pra valer!Nossa adesão às mitsvot não depende do entendimento intelectual, mas do desejo de cumprir os mandamentos divinos. As mitsvot estão acima de nossa compreensão.
D’us prescreveu uma dieta ao povo judeu: alimento para a alma e para o corpo [faz bem ao corpo, como consequência] fornecendo a eles santidade para possibilitar sua conexão com D’us.
Sangue, alma e corrente sanguínea estão todos conectados, fazem parte de um fluxo contínuo. Ao comer alimentos casher nosso corpo se refina e se transforma em um canal aberto para a compreensão da Torá no pensamento, fala e ação, todos conectados com a sua fonte original.
Mas embora as razões estejam bem acima da compreensão humana, D’us forneceu acesso a alguns motivos lógicos para fazermos e entendermos parte de Sua sabedoria.
D’us criou os seres do mundo em quatro níveis: mineral, vegetal, animal e o ser humano. Elevar o alimento na cadeia alimentar, como por exemplo, a água rega a planta que é ingerida pelo gado e este consumido pelo homem... as faíscas divinas encontradas em cada elemento de Sua criação são desta forma elevadas pelo homem, e a energia dos alimentos utilizada para o cumprimento das mitsvot.
Certos alimentos foram proibidos pela Torá por que o homem não tem força espiritual para elevá-los, como o sangue. Por isto a proibição de ingerí-lo e mais ainda, de eliminá-lo, como é o caso dos procedimentos de imersão na água e repouso no sal, após um prazo de no máximo 72 horas para as carnes, antes de poderem ser consumidas.
A fonte espiritual do sangue vem da Severidade, está associado as paixões e instintos animais. Na época do Templo Sagrado ele era aspergido no altar das oferendas, e somente desta forma podia ser elevado.
Sempre se debateu muito sobre dietas, novos métodos, o que funciona, o que nos protege e o que é nocivo a nossa saúde. Aqui entra toda categoria de alimentos alguns que eram banidos como vilões em nosso cardápio, para logo depois retornarem como “alimentos do bem”... ovos, café e chocolates já passaram por esse processo, apenas para citar alguns. Então por que não confiar em uma dieta prescrita pelo criador de todas as criaturas, que conhece todas as propriedades existentes na natureza e suas milhares de combinações e preparações apropriadas? Que tal nos aprofundarmos neste conhecimento e aplicá-lo em nossas vidas?
Seu corpo e alma agradecem!
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião