Abbas diz que não aceita força militar do Hamas em Gaza, semelhante à do Hezbollah no Líbano
 Abbas diz que não aceita força militar do Hamas em GazaNa primeira visita à Gaza em dois anos, o presidente palestino, Mahmud Abbas, disse que não aceita que o Hamas mantenha no território uma força militar semelhante a que o Hezbollah mantém no Líbano. 

"Não aceito a repetição, em Gaza, da experiência do Hezbollah no Líbano", disse Abbas, ao advertir que “sem unidade palestina, nunca haverá um Estado palestino”. 

“Por isso exorto a todos, sem exceção, a apoiar a liderança, a reconciliação e a unidade e a colocar o nosso objetivo nacional acima de divergências e de interesses políticos”, disse Abbas à emissora egípcia CBC. 

O presidente palestino foi à Gaza, pela primeira vez desde 2014, na tentativa de formar um governo de unidade nacional. Fatah e Hamas já tentaram várias vezes formar um governo de unidade, mas as iniciativas falharam. Abbas disse que questões de segurança e de fronteiras devem ficar sob o controle de seu partido, o Fatah. 

Mas o Hamas, que havia anunciado a dissolução de sua administração no último dia 17 em favor de um governo de unidade nacional com o Fatah, advertiu que não pretende desmantelar sua força militar. A ala militar do Hamas, as Brigadas Izz ad-Din al-Qassam, conta 27 mil homens armados, divididos em seis brigadas regionais, com 25 batalhões e 106 unidades.


Leia mais em:
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião