Como surgiu a alheira portuguesa?A salsicha que salvou os judeus

 A descoberta desta iguaria nacional terá sido feita graças à 'Manteigaria Silva', uma dos mais antigos mercados de Lisboa. 

Segundo a publicação britânica, não terá mudado muito desde 1928.

Jornalista considera que, embora muitos a considerem uma tradição da gastronomia local, poucos conhecem a sua origem.

Entre os presuntos pendurados e as prateleiras em madeira repletas de garrafas de vinho há uma especialidade que se destaca e que chamou a atenção da jornalista Theodora Sutcliffe. “Uma salsicha tão portuguesa que foi eleita, em 2011, como uma das sete maravilhas da gastronomia nacional: a alheira”, pode ler-se.

Para além da forma como é feita, existe outro pormenor que chamou a atenção da publicação: o fato de esta ter salvado centenas de almas, numa altura em que os judeus eram queimados vivos na praça do Rossio.

Foi então que nasceu a iguaria, em Trás-os-Montes, onde os membros da Inquisição, para descobrir quem era judeu, tentavam perceber se estes comiam carne de porco ou não, dado que isto é algo proibido pela religião. Assim, em Mirandela foi criada a salsicha feita de pão e frango para enganar os perseguidores.

Atualmente, as alheiras de Mirandela já foram para lá das montanhas de Trás-os-Montes e podem ser encontradas em supermercados por todo o país, refere a publicação.

"Hoje, embora as cidades de todo o país comecem a redescobrir a sua história judaica, a alheira é mais uma parte da culinária portuguesa tradicional do que um símbolo das pessoas que a criaram", escreve a jornalista.

POR ANDREA PINTO




Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião