A mudança do clima cultural
Jonathan Sachs, ex-rabino-chefe da Inglaterra: “Estamos passando por uma das mais profundas revoluções na história humana. E eu a represento com uma única frase: mudança climática cultural. Assim como a mudança do clima, literalmente falando, muda todos os padrões e as condições do tempo, esta nova mudança está causando uma série de tempestades no Ocidente, que irão derrubar as noções convencionais sobre fé e o papel que as religiões desempenham na sociedade. Por que está acontecendo?
O Ocidente tem 3 princípios fundamentais que têm sido mantidos desde os Séculos XVII ou XVIII e estes 3 princípios fundamentais funcionaram durante todos esses séculos. E hoje foram derrubados. O primeiro princípio é a “tese da secularização”, ou que o mundo está progressivamente se tornando mais secular. Entretanto, 4 séculos de secularização nos faziam esperar que o processo continuaria, mas não está continuando. Por que no Século XXI estamos vendo – pelo menos no Oriente Médio, África e Ásia – o mundo se tornar mais religioso e não menos.
O segundo princípio é o da ocidentalização, a adoção de normas ocidentais é fundamental para o sucesso no moderno ecossistema global. Mas, com o crescimento da China, Índia, Rússia e o mundo muçulmano, esta noção também parece desatualizada. Todas as 4 culturas acreditam que o amanhã pertence a elas e não ao Ocidente. O terceiro princípio é o da acomodação, ou que as religiões precisam se ajustar às demandas da sociedade secular, a fim de sobreviver. Em todo o caso, não se vê a religião ajustando o passo com o mundo, mas a religião se opondo ao mundo, desafiando o mundo, ou simplesmente se afastando do mundo.
Como é que isso nos afeta no mundo contemporâneo? Em 3 dimensões: 1º, a família; 2º, a comunidade, e 3º é o que está ocorrendo com a sociedade. Família: Ter filhos e educá-los envolve enormes sacrifícios – (e) pessoas religiosas entendem o conceito de sacrifício, enquanto, através da história, pessoas numa cultura consumista e individualista acham difícil viver com sacrifícios. Da Grécia antiga, à Roma imperial, à Itália da Renascença, um declínio da fé precipitou um declínio da taxa de natalidade.
A Europa vai morrer porque não se fez atenta ao que ocorria, leu erradamente Charles Darwin, tomou-o como o santo padroeiro do ateísmo, e fracassou em entender que, de fato, ele foi o profeta de… ser preciso de muita fé para trazer uma criança ao mundo. Tratamos nossas gentes como individualizadas, mas somente sobrevivemos como membros de grupos. E a sobrevivência de um grupo repousa no auto- sacrifício de altruístas. O fenômeno se apresenta com diferentes nomes em diferentes campos: altruísmo recíproco, confiança, capital social. Mas, como em Jogando Sozinho: O Colapso e Renascimento da Comunidade Americana, de Robert Putnam, não pode ser visto na moderna sociedade americana. Exceto em comunidades de fé. A religião é a grande fonte de comunidades no mundo contemporâneo.
Sociedade ocidental: de relações que não dependem de riqueza e poder. Ela costuma ter associações voluntárias bastante fortes. Nos Estados Unidos, foram constituídas como uma aliança – um forte sentido de responsabilidade coletiva imbuído em frases como “Nós, o Povo”, juntando imigrantes de todas as culturas, por mais diferentes. Mas como o secularismo cresceu, a aliança foi substituída por uma ideia muito, mas transacional, individualista de um contrato social. O Estado cresceu mais e mais, e a sociedade ficou menor, cada vez menor.
Os vencedores ganharam muito e os perdedores perderam muito, e não se tem o sentido de identidade compartilhada… e metade da população se sente como estranha em sua própria terra. Quando a civilização perde sua religião, perde também suas famílias, comunidades e sociedades. A liberdade ocidental não é um padrão estabelecido da condição humana e as mudanças das condições do tempo da mudança climática cultural significa que a perda da religião provoca uma correspondente perda de coisas como a santidade do casamento, dos laços da comunidade e da aliança social. Religião não trata só da morte… mas a santidade do Ocidente está realmente em perigo.

Se gostar compartilhe...Facebook ou www.twitter.com
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião