Sim, você é racistaPai repudia ações em Charlottesville: 'Por favor, filho, renuncie ao ódio'.

Peter Tefft é um defensor da "alt-right" identificado pelo perfil "Sim, Você é Racista".

— O pai do supremacista branco Peter Tefft, de Dakota do Norte, uma das pessoas identificadas pelo perfil no Twitter "Yes, You're Racist" (Sim, Você é Racista), repudiou as ações dele. Segundo Pearce Tefft, "não foi em casa" que o jovem aprendeu a pensar da forma como os defensores da extrema-direita, que também participaram de um protesto em Charlottesville.


James Alex Fields, de 20 anos, é acusado de assassinato após atropelar multidão em protesto nos EUAJustiça nega fiança a acusado de atropelar multidão em Virgínia.

Manifestantes fazem vigília em Charlottesville em memória de mulher morta ao lutar contra marcha pró-supremacia brancaCharlottesville, de capital da liberdade à sombra do extremismo
Em uma carta ao jornal local "The Forum", Pearce afirmou, nesta segunda-feira, que seu filho causou desgosto e angústia à família. "Eu, junto com todos os irmãos dele e sua família inteira, queremos abertamente repudiar as ações vis, abomináveis e racistas", escreveu.
Peter, que se identifica como pertencente à "alt-right" (a direita alternativa americana) em seu perfil do Facebook, esteve em Charlottesville, na Virgínia, no último fim de semana para se manifestar com um grupo de nacionalistas, informou o pai dele. "Nós não sabemos especificamente onde ele aprendeu essas crenças", disse Pearce.
Para ele, expor o repúdio é importante para impedir que o movimento dos neonazistas continue a avançar, como ocorreu no último sábado. "Por favor, filho, renuncie ao ódio, aceite e ame a todos", concluiu o pai.
Já Peter registrou em uma rede social que as ações na Virgínia foram "uma vitória". "Nosso movimento será encorajado por Charlittesville", afirmou.
O perfil "Yes, You're Racist" indica mensagens de intolerância desde 2012 e, desta vez, mirou nos defensores da extrema-direita que tentavam esconder suas posições extremistas em meio à multidão.

A iniciativa tomou força depois que um motorista atropelou uma multidão que protestava contra a marcha supremacista. James Fields, de 20 anos, foi preso por matar uma consultura jurídica e ferir outras 19 pessoas na ocasião.

"Se você reconhece algum desses nazistas marchando em Charlottesville, me mande os perfis e os nomes e vamos fazê-los ficarem famosos", anunciou o perfil, que passou a compartilhar contribuições de outros usuários e destacar nomes e Facebook dos homens fotografados na marcha.

This charming Nazi is Pete Tefft of Fargo, ND -- spotted in @UR_Ninja's video: https://twitter.com/ur_ninja/status/896216429065850880  



Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião