"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da sua pele, pelas suas origens ou pela sua religião"
"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da sua pele, pelas suas origens ou pela sua religião".

A cidade de Charlottesville foi palco, no último sábado (12), de uma manifestação de supremacistas brancos e neonazistas que deixou três mortos. Os supremacistas protestaram contra negros, imigrantes, gays e judeus.

Um tuíte do ex-presidente norte-americano Barack Obama após os episódios de violência em Charlottesville, na Virgina, recebeu o maior número de likes na história do Twitter, com 3,2 milhões de reações. Obama publicou uma foto dele com crianças de raças diferentes e uma citação do sul-africano Nelson Mandela, prêmio Nobel da Paz.

"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da sua pele, pelas suas origens ou pela sua religião". O tuíte superou o recorde precedente da cantora Ariana Grande logo após ao atentado terrorista de Manchester, em maio. Além da foto, Obama publicou outras mensagens sobre amor e ódio.   

"Para odiar, as pessoas precisam aprender. E se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar, pois o amor chega mais naturalmente ao coração humano do que o seu oposto", escreveu o ex presidente.   

Fonte: Com informações do Jornal do Brasil
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião