UN Secretary General Antonio Guterres (L) shakes hands
with Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu in Jerusalem,
August 28, 2017. Amos Ben Gershom, GPO
(Itamar Eichner, Ynet News)

Ao recepcionar hoje, em Jerusalém, o secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou o Irã de estar construindo bases na Síria e no Líbano para lançamento de mísseis direcionados a Israel. 

'”Isto é algo que Israel não pode aceitar”, advertiu Netanyahu, ao lamentar que a ONU tenha adotado uma postura anti-Israel e não consiga identificar o discurso de ódio palestino, negando as ligações históricas judaicas com Jerusalém. 


Leia também:General iraniano profetiza fim de Israel

Netanyahu se referia à recente resolução da Unesco – agência da ONU para a Educação, Ciência e Cultura – que irritou Israel por não reconhecer os laços judaicos com locais históricos de Jerusalém. O primeiro-ministro lamentou o "relacionamento conturbado" com a ONU e o que chamou de "obsessão absurda e discriminatória” da organização com Israel. 

"Entendo as preocupações de Israel com a sua segurança e reafirmo que a ideia, ou intenção, de destruir o Estado de Israel é algo totalmente inaceitável”, disse Guterres, repetindo declarações feitas ontem em encontro com o presidente Reuven Rivlin. 

Guterres também prometeu se empenhar para que as forças de paz da ONU tenham uma presença maior no Líbano para monitorar e impedir que o Hezbollah construa bases contra Israel. 



Leia mais em:
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

1 comments:

Deixe sua opinião