Líderes políticos israelenses criticam Trump por recuar em declarações e culpar “os dois lados” pela violência em Charlottesville
Líderes políticos israelenses criticam Trump
Tzipi Livni - Coisas Judaicas
Líderes políticos israelenses criticaram o presidente Donald Trump por recuar em suas declarações sobre a manifestação neonazista em Charlottesville e culpar os dois lados pelo episódio que deixou uma pessoa morta e dezenas de feridos. “Quando se trata de protesto contra uma ameaça antissemita e nazista nunca há dois lados iguais”, disse a ex-ministra das Relações Exteriores de Israel Tzipi Livni. 

Jonathan Greenblatt, líder da Anti-Defamation League, lamentou que por duas vezes em quatro dias o presidente americano tenha colocado ambos os grupos que entraram em conflito no sábado em Charlottesville no mesmo patamar. 

“O que se viu foi uma manifestação de ódio, com neonazistas carregando bandeiras com suásticas e gritando frases contra negros e judeus. Numa sociedade democrática, não deveria haver espaço para este fanatismo”, destacou. 

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, também condenou a manifestação nos EUA, mas evitou criticar o presidente americano. Líderes israelenses vinham sendo criticados pela imprensa do país por não terem se posicionado com relação à manifestação de um grupo de neonazistas e membros da KKK e de outros movimentos supremacistas brancos, que acabaram entrando em choque, no sábado, com ativistas antifascistas que pediam a remoção de uma estátua do líder confederado Robert E. Lee. 

Uma mulher foi morta e dezenas de pessoas feridas, depois que um carro conduzido por um extremista avançou contra uma multidão de manifestantes contrários ao racismo.


Leia mais em:

Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião