Governo de Israel planeja  facilitar a estadia de não judeus
O ex rabino chefe sefardista Shlomo Amar cumprimenta os membros do Bnei Menashe
em Givat Haviva, um centro de absorção israelense
onde moraram durante a conversão ao judaísmo. Foto: JTA
Governo considera em criar visto para facilitar a estadia de não judeus.

Um comitê do governo israelense irá propor que seja mais fácil para os não-judeus que possuem ascendência judaica ou membros de comunidades que seguem práticas judias para visitar e estudar em Israel.

O painel do Ministério da Diaspora também recomendará o estabelecimento de centros culturais no exterior para permitir que os membros dessas comunidades aprendam sobre o judaísmo e Israel e crie uma nova categoria de visto para que essas pessoas permaneçam no país por mais tempo do que o permitido em um visto de turista. Ha’aretz relatou Segunda-feira.

Os não-judeus agora podem visitar o país com um visto de turista de três meses, mas a nova categoria permitiria que aqueles com raízes judaicas ou que pertencessem a “comunidades emergentes” ficassem por mais tempo para que pudessem aprender sobre o judaísmo e Israel.

Muitos membros dessas comunidades emergentes se vêem como judeus, embora muitas vezes não sejam reconhecidos como tais pelas comunidades judaicas em todo o mundo. Alguns, incluindo comunidades em Madagascar, Nicarágua e Uganda, completaram conversões ao judaísmo, embora muitos ainda tenham dificuldade em obter o reconhecimento necessário para imigrar para Israel.

fonte: http://jewishstandard.timesofisrael.com/israeli-committee-to-propose-outreach-to-non-jews-with-jewish-roots-emerging-communities/
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião