As previsões do rabino Levi Saadia Nahmani

“A Coreia virá até aqui! Saibam que isto é pior que o Holocausto”, avisou Levi Saadia Nahmani
O rabino que profetizou o início de três guerras assegurou há mais de 20 anos que um conflito com a Coreia do Norte levaria ao fim do mundo. A profecia foi feita em 1994, muito antes de a Coreia do Norte ter começado a desenvolver o seu potencial nuclear.
Num momento em que a escalada de tensão entre a Coreia do Norte e os seus “inimigos” norte-americanos e sul-coreanos parece ter acalmado por uns dias, o Daily Star recuperou as profecias de Levi Saadia Nahmani, o rabino que em 1994 profetizou que um conflito com a Coreia do Norte levaria ao fim do mundo.
A profecia de Levi Saadia Nahmani apanhou na altura muitos de surpresa, dado que o país comunista não tinha então armas nucleares e não era visto como uma ameaça pelos outros países – excepto pela Coreia do Sul.
Na década de 1990, muitos judeus tinham medo dos mulahs radicais do Irão, de Saddam Hussein no Iraque, do coronel Muammar Kadhafi na Líbia e de Hafez el-Assad na Síria. No entanto, na que seria a sua última profecia, em dezembro de 1994, o rabino Nahmani fez um aviso diferente.
O cabalista assegurou que “não será a Pérsia, nem a Babilónia, e claro que não será Kadhafi”, referindo-se ao Irão, ao Iraque e ao líder da Líbia, entretanto morto pelos EUA. “A Coreia virá até aqui! Saibam que isto é pior que o Holocausto“, avisou.
O rabino, que morreu um mês depois da sua profecia, adivinhou a Guerra dos Seis Diasde 1967 entre Israel e um grupo de países árabes e a Guerra Árabe-Israelita de 1973, bem como a primeira guerra do Iraque – razão pela qual a sua nova previsão chocou então todo o mundo, mas não foi levada muito a sério.
Porém, actualmente ela parece cada vez mais próxima da realidade. A última profecia de Levi Saadia Nahmani tinha o nome da capital sul-coreana, Seul, que é muito parecido com a palavra hebraica “sheol”, que significa “inferno” ou “lugar dos mortos”.
“Já que se incendiou o fogo da minha ira, ele arderá contra vós até ao mais profundo do Inferno”, disse o rabino, citando um versículo da Torah como profecia de um ataque nuclear contra Seul.
 A semana passada, o presidente americano Donald Trump assegurou que, caso a Coreia do Norte mantivesse as suas ameaças de lançar um ataque nuclear, a resposta dos EUA seria “fogo e fúria nunca antes visto pelo mundo”. Pyongyang, por sua vez, ameaçou atacar a ilha norte-americana de Guam e anunciou que já tinha planos de ataque prontos.
Uma coisa é certa, passados mais de 10 dias sobre a mais recente troca de ameaças, nem Kim Jong-un atacou Guam, nem Donald Trump soltou o seu fogo e fúria, e o Mundo parece ter suspirado de alívio, apenas para se lembrar que a verdadeira guerra já está a ser travada – com carrinhas e facas em zonas pedonais.



Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião