Exército de Israel mata terrorista palestino durante operação na Cisjordânia É a sétima morte na região em três dias
Coisas Judaicas
O exército de Israel matou um palestino, na manhã deste domingo, na localidade de Nabi Salah, na Cisjordânia. 

O episódio acontece no dia em que foi reaberto o Monte do Templo, em Jerusalém, cerca de 48 horas após o tiroteio que deixou cinco mortos no local sagrado, entre eles dois policiais israelenses, que foram surpreendidos por atiradores palestinos. 


De acordo com a AFP, o homem se chamava Ammar Tirawi, 34 anos, e vivia em Kafr Ein.

A morte do terrorista ocorreu durante sua prisão, após soldados o considerarem suspeito de crimes. Um outro cidadão palestino ficou levemente ferido.
"Nossas forças enfrentaram o terrorista, que tentou abrir fogo contra eles. Em resposta à ameaça imediata, eles dispararam contra o atacante, causando sua morte", disse o exército em um comunicado.
Já são 282 palestinos mortos na região desde outubro de 2015. Do lado israelense, 44 pessoas perderam a vida. 
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

1 comments:

Deixe sua opinião