Dorit Rabinyan - Coisas Judaicas

Temos um medo existencial de dialogar em paz”, diz escritora israelense.

O último romance de Dorit Rabinyan foi considerado impróprio pelo ministro da Educação de Israel por trazer um envolvimento amoroso entre uma judia e um palestino.

O livro All the rivers, da escritora israelense Dorit Rabinyan, tem gerado controvérsia em Israel. O motivo? Ele aborda o envolvimento romântico entre Liat, uma mulher israelense judia, e Hilmi, um homem palestino. Ambos se conheceram em Nova York, enquanto Liat estudava e o artista Hilmi trabalhava no país. No entanto, o amor proibido tinha data marcada para acabar: depois da temporada nos Estados Unidos, onde ambos poderiam viver uma vida tranquila, a jovem israelense precisava voltar para seu país de origem.

O conflito entre israelenses e palestinos se arrasta há mais de meio século, deixou milhares de mortos e uma tensão constante entre as duas nações. Diante desse cenário, o livro de Dorit Rabinyan, que havia sido selecionado para integrar o material obrigatório nas escolas em Israel, foi retirado da lista. 

O livro continua sendo vendido normalmente nas livrarias do país, mas a decisão de retirá-lo do material escolar foi do ministro da Educação, Naftali Bennett, por considerá-lo impróprio. Recentemente, o livro foi traduzido para o inglês e já está sendo comercializado em outros países também.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

1 comments:

  1. Também concordo com o ministro da educação israelense! Ela arriscou bastante a sua reputação e a de*Israel*!Sabe lá o que isso poderia custar! Ao invés de paz, poderia causar mais um conflito!Shalom!>Bom dia!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião