Deputado Darcísio Perondi pede desculpas à comunidade judaica
Sergio Zveiter e Darcísio Perondi 
Deputado Darcísio Perondi pede desculpas à comunidade judaica por comentário sobre o relatório de Zveiter

Após a repercussão de seu comentário sobre o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) na Comissão de Constituição e Justiça, em que usou comparações com o nazismo para atacar o parecer do relator, o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) publicou nota em que pede desculpas à comunidade judaica.
Antes, a Confederação Israelita do Brasil, a Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro e a Federação Israelita do Rio Grande do Sul publicaram notas em repúdio à posição do deputado gaúcho.

Brasília, 14 de julho de 2017

Nota de Esclarecimento

Surpreendido pela repercussão da minha posição na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados contra o Parecer do Relator, quero afirmar o seguinte:

1º - Em nenhum momento fiz apologia ao nazismo e ao fascismo. Transcrevo aqui minhas palavras, de acordo com as notas taquigráficas oficiais da Câmara (imagem anexada): “Registro a ousadia do Relator, servil à Procuradoria, de dizer que, em dúvida, é pela sociedade, e não pelo réu. Vamos rasgar o Código Penal, a Constituição Federal! Vamos rasgar! Isso é apologia do nazismo, do fascismo. Mussolini fez o mal, Hitler fez o mal com essa política”.

Está claro que me referi às práticas nazistas e fascistas de não respeitarem as leis. Em nenhum momento a questão religiosa foi mencionada.
2º - O meu comportamento e minha história como cidadão e político respaldam a minha solidariedade e indignação ao sofrimento dos judeus nos momentos dramáticos e nefastos, quando o Estado era tudo e o cidadão não era nada.

3º - Se houve um mal-entendido, peço desculpas à toda comunidade israelita do Brasil que eu respeito e onde tenho excelentes relações.

Darcísio Perondi

Deputado Federal (PMDB-RS)
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião