,

Latest News

loading...

24/05/2017

Os laços do povo judeu com Terra Santa são eternos, diz Trump

Os laços do povo judeu com Terra Santa são eternos, diz Trump

Presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta terça-feira em seu discurso no Museu de Israel, com o qual encerrou sua viagem de 28 horas na região, que os laços do povo judeu com a Terra Santa são eternos.

"Jerusalém é uma cidade sagrada", disse Trump, ressaltando o "esplendor" da cidade.

Durante o discurso, Trump não anunciou nenhuma iniciativa específica para alcançar a paz na região, ainda que tenha elogiado israelenses e palestinos por se mostrarem dispostos a isso.

Trump afirmou que o objetivo desta sua primeira viagem ao exterior como presidente dos EUA era "reunir as nações do mundo para vencer o terrorismo" e acabar com a "terrível ideologia que se dissipa tão rapidamente".

O presidente disse se sentir privilegiado por estar "nesta terra antiga" dirigindo-se ao povo de Israel e "a todas as pessoas do Oriente Médio que querem viver em segurança" e se declarou admirado pelas "conquitas do povo judeu", a quem prometeu que seu Governo "sempre vai apoiar Israel".

"Faço uma chamada a todas as pessoas: judeus, cristãos, muçulmanos e de qualquer fé, para que se inspirem nesta antiga cidade, que ponham de um lado as diferenças sectárias para superar a opressão e o ódio e deem a todos os filhos a dignidade e esperança", disse.

"Posso dizer que os palestinos estão preparados para alcançar a paz" e acrescentou que o seu "bom amigo Benjamin" (Netanyahu, premier de Israel) também "está preparado para a paz".

Alcançá-la "não será fácil, as duas partes enfrentarão decisões difíceis. Mas podem chegar a um acordo", opinou.

Trump ressaltou a ajuda militar do seu país a Israel e lembrou a necessidade de "construir uma coalizão de parceiros" para "acabar com a violência e o extremismo" e enfatizou que não existe conflito entre apoiar Israel e as nações árabes e muçulmanas porque "todas as pessoas decentes querem viver em paz e toda a humanidade é ameaçada pelo terrorismo ".

Netanyahu qualificou a visita de Trump de "histórica" e declarou que "Israel não tem melhor amigo que os EUA".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Google+ Followers

Seguidores

ormal Real Time Web Analytics