,

Latest News

loading...

28/05/2017

Guilgul e Neshamot

Guilgul e Neshamot 
Existem muitas fontes judaicas que lidam com o que é popularmente chamado de reencarnação". Em hebraico, é chamado de "reencarnação ha'ne'shamot ", literalmente reciclagem ou transmigração de almas. 

Este conceito pode ser comparado a uma chama de uma vela iluminação uma outra vela. Enquanto a essência da chama segundo vem a primeira, a segunda chama é uma entidade independente. 

Ainda assim, a chama nova contém imperfeições herdadas do chama inicial, e são essas imperfeições que devem ser corrigidos. 

A maioria do material escrito é muito esotérico, muitas vezes escritos em Aramaico. Alguns dos trabalhos de destaque que lidam com este assunto são o "Zohar" (1 século) e o Arizal de "Shaar Haguilgulim" (Século 16). Na própria Tanach, a ideia é intimada em Deut. 25:5-10, Deut. 33:6 e Isaías 22:14, 65:6. 

Muitas fontes dizem que a alma tem um máximo de três chances neste mundo. Um exemplo dado é que o grande sábio talmúdico Hillel era uma reencarnação da figura bíblica Aaron. 

A alma só vem a este mundo em primeiro lugar, a fim de fazer um reparo espiritual. Se isso não for cumprido até o final da vida de alguém, então a alma será enviada para baixo mais uma vez. 
A viagem de regresso só pode ser necessário para um curto período de tempo ou em uma 
forma limitada. Isto explica em parte por que as pessoas nascem com desvantagens ou podem viver uma vida breve. 

Não é necessário que haja uma consciência a fim para que a correção aconteça. Consciência é apenas um nível de compreensão. 

Quanto ao seu desejo de ser judeu: 
Qualquer não judeu pode se tornar um judeu através da conversão. Uma vez que ele converta, ele então torna-se um judeu em todos os aspectos e sua relação com D'us é o mesmo nível de cada judeu. 

Ao contrário de muitas outras religiões, o judaísmo não exige que todos se conversão. Maimônides explica que qualquer ser humano que observe fielmente as "7 Leis de Noé" ganha um lugar apropriado no reino vindouro. A Torá de Moisés é uma verdade para toda a
humanidade, seja judeu ou não. 

Como assim, o Templo Sagrado não apenas beneficia os judeus. Quando o Rei Salomão construiu o Templo, pediu a D'us para atender a oração do não judeu que vem para o Templo. (I Reis 8:41-43) 
O profeta Isaías se refere ao Templo como uma casa “para todas as nações”. “O Templo era o centro universal de espiritualidade, um ponto de concentração, onde a consciência de D’us filtrada para dentro do mundo”. Nos tempos antigos, o serviço no Templo Sagrado durante a 
a semana de Sucot, apresentou um total de 70 oferendas de touro. Isso, o Talmud explica, corresponde a cada uma das 70 nações do mundo. De fato, o Talmud diz que se os romanos (que destruirão o Templo) tivessem percebido quantos benefícios eles mesmos estavam se beneficiando do Templo, eles nunca teriam destruído ao Templo. 
O Zôhar afirma ainda que a redenção do mundo acontecerá quando cada indivíduo, através de "Transmigração das Almas" completar sua missão de unificação. Ele nos diz que o termo bíblico "gerações" pode muito bem ser substituído por "encarnações".

Baseado nestes conceitos, os cabalistas desenvolveram a sua própria interpretação sobre a aliança que D'us fez com Abraão e sua semente. D'us disse: "Estabelecerei o meu concerto entre mim e ti, e a tua semente depois de ti, nas suas gerações, por concerto perpétuo. Acreditavam que D'us havia feito esta aliança com a semente de Abraão não apenas por uma vida, mas por milhares de encarnações".

Para os que não acreditam na visão da Cabala, a Tanach apresenta várias referências sobre a Reencarnação, como por exemplo no Gênesis (Bereshit) , numa tradução fiel ao hebraico:

Quanto a ti, em paz irás para os teus pais, serás sepultado numa velhice feliz. É na quarta geração que eles voltarão para cá, porque até lá a falta (ou erro, ou delito) dos amorreus não terá sido pago
(Gênesis 15:15-16)
Isso é o cumprimento da Lei do Karma e da reencarnação, como já havia falado D'us no livro de Êxodo:

Não te prostrarás diante deles e não o servirás porque Eu, H'Shem teu D'us, sou um D'us zeloso, que visito a culpa dos pais sobre os filhos, na terceira e quarta geração dos que me odeiam, mas que também ajo, com benevolência ou misericórdia por milhares de (infinitas) gerações (encarnações) , sobre os que me amam e guardam os meus mandamentos
(Êxodo 20:5-6)
Esta é uma tradução fiel ao hebraico, infelizmente não encontrada em algumas Bíblias, que traduzem erroneamente él kaná (D'us zeloso) por D'us ciumento e tornam o "Velho Testamento" objeto de incompreensão e chacota. Mas isso não é o pior. Vejam a tradução da mesma passagem feita pela Bíblia João Ferreira de Almeida:

Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam, e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos. 
Todas as bíblias trocaram NA terceira geração... por ATÉ a terceira geração..., o que dá a falsa ideia de que D'us pune o mal dos pais nos filhos e netos, quando na verdade são os pais que reencarnam como netos, para pagar o que devem até o último ceitil. Óbvio que isso dos bisnetos não é uma regra (Até porque os pais geralmente estão vivos para serem avós). É antes de tudo um modo de dizer que o espírito vai ser recebido na mesma família, o que acontece com muita frequência (dependendo, claro, da missão de vida de cada um). Famílias são núcleos problemáticos justamente porque é nelas que você vai pagar seus débitos com o passado, com pessoas que você prejudicou, enganou, matou. Pois se estes viessem como amigos, seria fácil evitá-los, e você nunca se harmonizaria com eles. É por isso que inimigos costumam vir na mesma família.


Jó 8:8-9: "Pergunta às gerações passadas ou primeiras e medita a experiências dos antepassados. Porque somos de ontem, não sabemos nada. Nossos dias são uma sombra sobre a terra."

Aqui está uma recomendação de que devemos buscar, no passado, em outras vidas, as causas do nosso sofrimento. Se não lembra de ter na presente vida corporal cometido faltas que justifiquem o seu sofrimento, pergunte às gerações passadas e lá estará com certeza a resposta ao seu questionamento, uma vez que a vida na matéria, impede-nos, como uma espessa sombra, a lembrança de vidas anteriores. D'us, em sua infinita misericórdia, apaga as nossas lembranças para afastar de nós o remorso pelo delito praticado no passado, para podermos evoluir e conviver em paz com nossos semelhantes.

Eclesiastes 1:4: "Geração vai e geração vem e a terra sempre permanece".
Explica o Rabino Akiba este versículo no livro "BAHIR" da seguinte maneira:
Um rei tinha escravos e ele os vestiu com roupagens de seda e cetim, de acordo com sua capacidade. O relacionamento se rompeu e ele os expulsou, os repeliu e tirou deles suas roupagens. Eles, então, seguiram seus próprios caminhos. O rei tomou as roupagens, as lavou bem, até não haver nelas uma única mancha. Colocou-as com seus comerciantes, comprou outros escravos e os vestiu com as mesmas roupagens. Não sabia se os escravos eram bons ou não, mas eram (pelo menos) dignos das roupagens que ele já possuía, as quais já haviam sido usadas anteriormente. É o mesmo que Eclesiastes 12:6: "O pó retorna a terra como era, mas o espírito[Neshemá] retorna a D'us, que o deu".
Este exemplo do Rabino Akiba explica tudo: as roupas de seda e cetim com que o rei vestiu os escravos são os corpos sadios que D'us dá a cada um de nós dos quais muitos abusam. Então D'us os toma e deixa que cada um siga o seu próprio destino, escolhido pelo seu livre-arbítrio. D'us então escolhe outros corpos e neles coloca estes mesmos espíritos, através da Reencarnação, segundo a necessidade de evolução de cada um.
הֶן-כָּל-אֵלֶּה, יִפְעַל-אֵל פַּעֲמַיִם שָׁלוֹשׁ עִם-גָּבֶר 
לְהָשִׁיב נַפְשׁוֹ, מִנִּי-שָׁחַת לֵאוֹר, בְּאוֹר הַחַיִּים 
Eis que tudo isto faz D'us três vezes com o homem[jovem]para redimir sua alma da destruição para luz,na luz dos viventes. Jó 33;29-30





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Google+ Followers

Seguidores

ormal Real Time Web Analytics