04/04/2017

Neonazistas levam ao encerramento de associação judaica na Suécia

 Neonazistas levam ao encerramento de associação judaica na SuéciaUma associação de comunidade judaica no norte da Suécia decidiu fechar após uma série de ameaças de extrema-direita, sete anos depois da sua inauguração.
A sede da associação na cidade de Umea foi marcada com suásticas, mensagens como “sabemos onde moras”, e um carro foi vandalizado. Membros locais disseram que as autoridades não foram capazes de garantir segurança suficiente, e a porta-voz da comunidade, Carinne Sjoberg, explicou que algumas pessoas já não se aventuravam a ir ao centro.
Sjoberg aponta o grupo neonazi, Nordfront, como responsável pela campanha de ódio, inicialmente dirigida à porta-voz, mas também a outros membros da comunidade. No fim de semana as janelas do carro de um membro foram partidas, e outros receiam levar os filhos para a escola.
A porta-voz da comunidade explicou ainda que, apesar do fecho do centro, a comunidade vai continuar a lutar para ter um lugar de encontro mais central em Umea e mais fácil de proteger.

Os líderes da comunidade dizem que a situação dos judeus em algumas cidades suecas é difícil. “Tivemos problemas com neonazis em Gotemburgo e Umea, mas noutras cidades, como Estocolmo, sentimos mais seguros”, disse Isak Reichel, secretário-geral do conselho central das comunidades judaicas da Suécia.


SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião