16/03/2017

Seja bondoso pratique tsedacá

Seja bondoso pratique tsedacáO Rabino Natan bar Aba disse em nome de Rav: “Aquele que depende da mesa de seu amigo, o mundo é ‘escuro’ para ele (Talmud Beitsá 32b)”.
Havia uma vez dois homens ricos chamados Reuven e Shimon. As empresas de ambos faliram e os dois perderam todo o seu dinheiro. Eles não tinham nenhuma outra forma de sustentar-se a não ser ir de porta em porta e pedir esmolas. Os dois homens caminhavam de cidade em cidade a fim de recolher alguns fundos.
Um dia eles entraram na casa de um homem próspero para pedir apoio. O homem rico deu a Reuven $ 200 enquanto a Shimon deu apenas $ 20. Quando saíram da casa, Reuven começou a chorar amargamente, as lágrimas rolavam por seu rosto. Shimon ficou atônito. Ele perguntou: “Reuven, por que está chorando? Você recebeu $ 200 enquanto a mim ele deu apenas $ 20. Você recebeu dez vezes mais. Além disto, por que está chorando agora com este homem e não chorou com todos os outros homens ricos que visitamos?”
Reuven respondeu: “Você sabe por que ele me deu muito mais do que a você? Este homem era meu cliente. Eu costumava enviar-lhe mercadorias e ele me pagava somas enormes. Agora o meu destino mudou. Eu não tenho nenhuma mercadoria para enviar-lhe e estou até o pescoço em dívidas. Meu único recurso foi pedir-lhe caridade. É por isso que estou chorando. Em relação aos outros homens ricos que nós visitamos, eu não os conhecia e, portanto, não sentia vergonha diante deles”.
Sempre que uma pessoa tem que pedir ajuda aos outros, especialmente assistência financeira - é constrangedor e desagradável. Quanto mais quando tem que pedir ajuda a alguém que já foi seu igual em riquezas. Portanto, conduzamo-nos com sensibilidade e compaixão para com todos aqueles que precisem de nossa ajuda. Desta forma nossa bondade lhes trará benefícios tanto material quanto um vital conforto emocional e apoio!


Tenham Todos Mazal Tov


SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião