Funcionária da ONU se demite após relatório sobre Israel

Secretário-geral solicitou que documento acusando país de apartheid fosse arquivado

BEIRUTE, Líbano — A secretária-executiva da Comissão Econômica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental (Cesap), uma agência da ONU, pediu demissão depois de o secretário-geral da organização solicitar que ela arquivasse o relatório divulgado na quarta-feira e que acusava Israel de impor aos palestinos um regime similar ao apartheid sul-africano.

— O secretário-geral da ONU me pediu ontem à noite que retirasse (o relatório). Por isso, apresentei minha demisão — anunciou Rima Khalaf, secretária-executiva da Cesap, em uma coletiva de imprensa em Beirute.

Na quarta-feira, os Estados Unidos, principais aliados de Israel, pediram a retirada do relatório, que concluiu que o país é "culpado de políticas e práticas que constituem um crime de apartheid".

O porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, declarou que o relatório não reflete a postura da secretaria-geral, que não fora consultada.

A Cesap, que tem sede em Beirute, é composta por 18 países árabes, entre eles a Autoridade Nacional Palestina. Segundo o site da comissão, seu objetivo é promover o desenvolvimento e reforçar a cooperação entre as nações.


Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião