Novo secretário-geral da ONU reconhece ligação de judeus e Jerusalém
Antônio Guterres - Coisas Judaicas
O novo secretário geral da ONU, Antônio Guterres, declarou no dia 27 durante uma cerimónia em memória das vítimas do Holocausto, na sede das Nações Unidas que “o Império Romano não só destruiu o templo em Jerusalém como fez judeus párias em muitos sentidos”.
Poucos dias depois, reconheceu em entrevista a uma rádio de Israel onde afirmou: “claro que o Templo, que foi destruído pelos Romanos, era um templo judeu”. Acrescentou ainda que “ninguém pode negar o fato de Jerusalém ser, hoje em dia, uma cidade sagrada para três religiões [judaísmo, cristianismo e islamismo]”.
Ao reconhecer que o relato bíblico se sobrepõe às resoluções das Nações Unidas, suas palavras geraram protestos de líderes palestinos. Adnan al-Husseini, o ministro para os Assuntos de Jerusalém, da Autoridade Palestiniana, reclamou que Guterres “negligenciou as resoluções da UNESCO, as quais dizem claramente que a Mesquita de Al-Aqsa é uma herança islâmica”.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião