As 10 armas mais ameaçadoras de IsraelConfira a seleção das 10 criações mais incríveis de acordo com a lista produzida pela revista The National Interest.
Tanque Merkava
Um dos mais famosos couraçados do mundo, o Merkava é o principal  veículo de combate de Israel e o único criado integralmente pelo país. O tanque é baixo, com uma arma poderosa e motor na traseira para fornecer maior proteção para a tripulação.
As versões mais antigas do Merkava, criado em 1978, usavam como arma primária um canhão estriado britânico M68 de 105 mm. As novas versões usam armas de cano liso de calibre 120 mm de produção própria israelense.
               
O Sistema de Mísseis Spike
O Spike é um míssil guiado israelense usado em diferentes situações graças a várias versões disponíveis.
O Spike SR (Short range, curto alcance) é uma versão descartável com uma faixa de 800 metros. O Spike-MR (Medium Range, de médio alcance) tem um alcance de 2.500 metros, enquanto que o LR (Large Range, de longo alcance) atinge 8.000 metros.
Os mísseis Spike são usados em vários veículos, a partir de helicópteros Apache para drones. Eles podem ser usados contra os tanques, veículos blindados, navios de guerra, aviões e alvos terroristas.

Veículo de combate de infantaria Namer
Este veículo foi criado com base em um modelo inicial do tanque Merkava com a torre e sua arma primária substituída por uma enorme quantidade de armadura adicionada. Desta forma, o transporte de tropas torna-se muito mais seguro.
Namer é controlado por uma tripulação de três pessoas e um motorista, um operador de controle remoto e um comandante e pode transportar até nove homens.
              
O fuzil de assalto Tavor TAR-21
Trata-se da segunda geração dos fuzis de assalto de Israel e é atualmente a principal arma do exército israelense.
É compacto, com calibre de 5,56 mm e tem o mecanismo de cabo e gatilho na frente da gaveta, o parafuso — inspirado no rifle soviético AK-47 — e o carregador dentro da cabeça do cilindro.
                
O lança-foguetes múltiplo com autopropulsão e blindado M270 MLRS, "o destruidor"
Ainda que o M270 MLRS seja de origem norte-americana, Israel decidiu dar-lhe um nome mais propício e o batizou de "O Destruidor".
Este lança-foguetes dispara mísseis de calibre 227mm com um raio de ação de 40 quilômetros. Israel atualmente conta com 48 sistemas desse tipo.
               
Caça tático F-15
Estes aviões de origem norte-americana se uniram a Israel pela primeira vez em 1976 e desde então, tem assegurado a superiodade aérea israelense no Oriente Médio. Não é a toa que durante a Guerra Civil Libanesa, entre 1976 e 1982, Israel derrubou 58 aeronaves inimigas com seus F-15 sem sofrer uma só perda.
              
O caça-bombardeiro F-15I Ra'am
A versão israelense do americano F-15E Strike Eagle é conhecido como F-15I Ra'am. Esta aeronave versátil é capaz de fornecer a superioridade aérea e realizar missões de ataque.
Em 1998, 25 aviões de combate Ra'am foram entregues ao Exército de Israel e desde então estão ao seu serviço. As aeronaves utilizam mísseis ar-ar e mísseis de curto alcance Python médias ar-ar e de longo alcance AIM-120 AMRAAM.
                       
O caça polivalente F-16I Sufa
Esse caça de dois lugares de origem norte-americana é uma versão mais leve do Ra'am. A aeronave tem tanques de combustível adicionais para garantir maior tempo de vôo e alcance.
Ele também foi equipado com tecnologia de Israel, tais como sistemas de visualização 'head-up', comunicação por satélite e sistema de designação de alvos Lightning II.

Helicóptero de ataque AH-64 Seraph
O AH-64 Seraph é um helicóptero de ataque de origem americana da família dos Apaches. O Exército israelense começou a receber essas aeronaves no final dos anos 80 e tem atualmente 25 AH-64A Apache.
Este veículo foi usado em anti-terrorismo e campanhas militares nas guerras recentes e tem provado ser uma ótima ferramenta de vigilância durante a execução de ataques contra tropas.
                      
O sistema de mísseis balísticos intercontinentais Jericho III
Jericho III é o nome de uma família de mísseis balísticos intercontinentais instalados em Israel e usado para dissuadir seus inimigos de ataques nucleares.
Os mísseis Jericho III têm um raio de ataque entre 4.800 e 6.000 quilômetros de ataque, capaz de transportar uma ogiva de até 1.000 quilogramas. Em outras palavras, esses mísseis podem chegar facilmente a China.
A potência precisa dos mísseis Jericho III já com as ojivas nucleares é desconhecida, mas estima-se que pode chegar a 20 kilotons. Para efeito de comparação, a bomba lançada em Hiroshima tinha 16 kilotons.
               

As forças de defesa de Israel, são fortes desde a  organização paramilitar judaica Haganá, e o exército de Israel desenvolve desde 1920, armamento e poderio militar para proteger seus interesses. Desde então, invenções israelenses estão presentes nas linhas de defesa do mundo inteiro.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião