Por assédio e dar nome de amante a rua ex-prefeito é condenadoEx-prefeito é condenado em Israel por assédio e dar nome de amante a rua.
Acusado de assédio, David Yosef dava regalias a mulheres e demitia quem o rejeitasse.

JERUSALÉM — Um tribunal israelense considerou culpado um ex-prefeito por uma série de escândalos — entre eles, assédio sexual, fraude e o fato de que colocou o nome de uma amante em uma rua de sua cidade. David Yosef fora preso em 2015.

O Tribunal Distrital de Tel Aviv condenou Yosef na segunda-feira em 16 acusações de agressão sexual, fraude e violação de confiança. A acusação detalhava o assédio de dezenas de mulheres que trabalhavam na prefeitura e a demissão de quem rejeitava seus avanços.
Yosef, ex-prefeito da cidade operária central de Or Yehuda, também foi acusado de dar regalias para as mulheres que cortejava. Uma delas foi ainda nomear uma rua de "Bali" em 2013. Naquele tempo, não deu nenhuma explicação para seu raciocínio. Mas a acusação diz que este foi o apelido que ele deu a uma de suas amantes.



Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião