Resultado de imagem para Fumetto GenealogicoPor Lucas Rizzi SÃO PAULO, 04 NOV (ANSA) - O Museo del Cognome (Museu do Sobrenome), situado na cidadezinha de Padula, no sul da Itália, inventou uma maneira curiosa e divertida de contar a trajetória de famílias de origem italiana: histórias em quadrinhos.   

Batizado de "Fumetto Genealogico" ("Quadrinho Genealógico"), o projeto foi idealizado pelo fundador e diretor do museu, Michele Cartusciello, em parceria com o cartunista Emanuele Sabatino. O objetivo é aproximar o público das próprias origens e criar uma espécie de "álbum de recordações" baseado na pesquisa genealógica.   

A HQ "piloto" foi baseada na família do próprio Cartusciello e serve para mostrar o resultado final do trabalho aos interessados. "Eu fiz com dados da minha família, mas para mostrar como funciona", explica o diretor do museu.   

Para encomendar uma "revista", basta realizar o pedido e enviar sua árvore genealógica ao museu. Cartusciello fará uma pesquisa histórica a respeito do sobrenome e da evolução dos costumes ao longo dos anos para criar os desenhos. "Algumas páginas são fixas, como aquelas onde eu explico o que é o museu, onde fica", conta, "e uma parte é inventada, mas sempre com referências históricas".   

O projeto do "Fumetto Genealogico" será apresentado pelo diretor em quatro conferências no Brasil, sendo a primeira delas em São Paulo, neste sábado (5), no Circolo Italiano. O evento será promovido pela Associação Brasileira de História e Genealogia (Asbrap).   

As outras serão no Rio de Janeiro (09/11), realizada pelo Colégio Brasileiro de Genealogia (CBG); em Belo Horizonte (19/11), pelo Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG); e em Porto Alegre (22/11), pelo Centro de Genealogia da capital gaúcha. Em suas palestras, o diretor também falará sobre turismo genealógico e pedidos de cidadania, temas bastante caros aos milhões de descendentes de italianos que residem no Brasil. O Museo del Cognome surgiu em 2012, quando Cartusciello decidiu fechar um restaurante para apostar na pesquisa genealógica. A atração fica aberta de terça a sábado, das 10h às 13h e das 16h às 19h, e seu site tem até versão em português.   

Já Padula é uma pequena cidade de 5,5 mil habitantes situada na província de Salerno, na região da Campânia, e fica a cerca de três horas de trem de Nápoles. (ANSA)
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião