Coisas Judaicas : Há 75 anos começavam as deportações de judeus para os campos nazistas
[ ]
Latest News Updates
Há 75 anos começavam as deportações de judeus para os campos nazistas
19/10/16 Posted by Coisas Judaicas

Resultado de imagem para deportações de judeus para os campos nazistasSó em Berlim, trens que partiram da plataforma 17 da estação Grunewald levaram 50 mil pessoas para os campos de concentração. Uma testemunha que escapou do terror luta para manter viva a memória do Holocausto.Horst Selbiger se preparou longamente para o discurso que fará nesta quarta-feira (19/10) para os convidados da cerimônia que lembra o início das deportações de judeus para os campos de concentração nazistas. Ele falará diante de inúmeras celebridades, entre elas o presidente do Bundestag (Parlamento alemão), Norbert Lammert.
Selbiger, de 88 anos, conhecia pessoalmente muitas das pessoas que foram enviadas para a morte a partir da chamada plataforma 17, em Berlim. Entre elas estão amigos próximos e muitos parentes. Ele e seus pais tiveram sorte, pois não foram deportados.
Para preparar seu discurso, Selbiger viajou de Berlim até o destino dos primeiros "transportes para o Leste", a cidade de Lodz, na Polônia - chamada de Litzmannstadt durante a ocupação nazista na Polônia. "E, então, tudo voltou à memória", conta Selbiger em seu pequeno apartamento em Berlim. "É incrível a brutalidade com que esses nazistas agiam e levavam, às câmaras de gás, pessoas que eram completamente inocentes."
"Reassentamento"
A deportação sistemática de judeus da Alemanha para o Leste começou em meados de outubro de 1941. Ou seja, meses antes da Conferência de Wannsee, onde o assassinato sistemático de judeus foi meticulosamente planejado.
Resultado de imagem para deportações de judeus para os campos nazistasNos documentos oficiais dos nazistas sobre a deportação, eles descrevem a medida eufemisticamente como "reassentamento", "evacuação" ou "transferência". Na verdade, as pessoas eram levadas ao encontro da morte, aos guetos, aos campos de concentração pela então companhia ferroviária alemã, a Deutsche Reichsbahn. No início, elas eram transportadas em velhos vagões ferroviários; mais tarde, em vagões superlotados usados para transportar gado.
O primeiro transporte de Berlim deixou a estação de trem Grunewald em 18 de outubro de 1941, a partir da plataforma 17. Eram 1.089 crianças, mulheres e homens que foram deportados para a então Litzmannstadt. O terror nazista vitimou, ao todo, 50 mil judeus de Berlim.
Memória como missão
Hoje, a antiga estação é um memorial nos arredores da capital. É neste lugar que Selbiger fará o seu discurso. "A plataforma 17 é, para mim, o lugar de onde emanava todo o sofrimento. Nós, crianças, sabíamos mais do que os adultos. Sabíamos, no mais tardar desde 1941, que os judeus estavam sendo mortos como se fossem parasitas."
Os adultos, relata Selbiger, queriam enganar a si mesmos. Mas Selbiger - então com 13 anos - e seus colegas de escola observavam já havia muito tempo como os judeus eram deportados. "Nós, crianças, sabíamos o que acontecia muito antes dos adultos."
Selbiger nasceu em 1928 em Berlim. Sua mãe não era judia, mas ele foi educado religiosamente por vontade do pai. Selbiger frequentou uma escola judaica até ela ser fechada. A partir de 1942 foi obrigado a fazer trabalhos forçados. Em fevereiro de 1943 foi preso e escapou por pouco - assim, como seus pais - da deportação para Auschwitz.
Há anos, Selbiger é voluntário e dá palestras, trabalhando para manter viva a memória do Holocausto. Ele foi cofundador da organização de autoajuda Child Survivors Deutschland - Crianças que sobreviveram à Shoah. "Foram deportadas e assassinadas 61 pessoas com o sobrenome Selbiger. Entre elas, o meu primeiro amor. E todas essas pessoas pedem para que a história delas seja contada. E é isso que vou fazer enquanto eu puder", afirma.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics