Coisas Judaicas : O Kidush
[ ]
Latest News Updates
O Kidush
08/09/16 Posted by Coisas Judaicas

O KidushA palavra kidush tem pelo menos três significados, cada qual construído sobre o anterior. Vamos começar pelo início.

1 – Santificar o Shabat

A palavra hebraica kidush é traduzida como “santificação” ou “separação”. É uma mitsvá declarar verbalmente o Shabat, o sétimo dia da semana, separado e sagrado. Fazemos isso na sexta-feira à noite – uma vez durante as preces, e então novamente segurando um copo de vinho antes de começarmos nossa refeição noturna. Essa declaração de santificação é conhecida como kidush. A declaração é formada por três partes: recitação de versículos da Torá sobre a santidade do Shabat (extraídos dos versículos em Gênesis que descrevem o primeiro Shabat na história, logo após D'us ter criado o mundo), a bênção sobre o vinho, e uma bênção na qual agradecemos a D'us por ter escolhido nossa nação e ter nos dado o presente do Shabat.

2 – Recepção do Shabat pela manhã

Como uma extensão, também seguramos um copo de vinho e recitamos os versículos relacionados ao Shabat e uma bênção sobre o vinho antes de começarmos nossa refeição no dia do Shabat.
Em muitas sinagogas, os serviços matinais são seguidos por uma recepção. Como é precedida pela bênção sobre ovinho, a recepção com frequência é chamada também de kidush. (À vezes é chamada oneg). O kidush pode variar de um serviço básico até refeições mais elaboradas envolvendo chalot, peixe e carne (no caso tcholent). As pessoas frequentemente patrocinam o kidush em honra de datas importantes entre as quais em memória dos entes queridos, por ocasião de um nascimento, aniversário judaico ou outro motivo.

3 – É uma Menina!

É costume patrocinar um kidush na manhã do Shabat em homenagem ao nascimento de uma menina. Essas recepções podem ocorrer em qualquer lugar, nas sinagogas ou casas de família. Há muitos motivos para este costume:
1 – Agradecemos a D'us pelo presente de uma nova menina.
2 – As pessoas frequentemente fazem o kidush após o serviço em que deram o nome à nova bebê menina na Torá. A alma judaica entra no corpo na hora em que se dá nome ao bebê, e a celebração é em homenagem à nova alma. (Veja que o costume Chabad é dar o nome ao bebê na primeira oportunidade, mesmo se não for Shabat, mas o kidush é celebrado no Shabat.)
3 – No kidush, é costume desejar aos pais que eles criem a criança para “Torá, chupá e maasim tovim [boas ações].”
As bênçãos são muito potentes, e a celebração do kidush é uma bela maneira de conseguir tantas bênçãos quanto for possível.

Nota: Quando uma pessoa diz que está “fazendo kidush”, você sabe que está se referindo à bênção sobre o vinho. Porém se disser que está “fazendo um kidush”, ou “Oferecendo um kidush”, você pode presumir que isso significa que ele estará patrocinando uma recepção na manhã do Shabat.

Outros Significados referentes a ‘Kidush’/ Santificação

Vinho do Kidush: Como o kidush é a maneira pela qual os judeus honram o Shabat, muitas vezes as pessoas passaram por grande esforço para garantir o vinho. Durante muito tempo a maioria dos judeus podia apenas comprar vinho doce, barato (às vezes feito de passas). Até hoje, vinho forte, doce e casher com frequência é chamado de “vinho de kidush”.
Copo do Kidush: Você pode usar qualquer copo para o kidush, desde que contenha uma quantidade significativa de vinho (e segundo alguns, que não seja um copo descartável). As pessoas tendem a ter copos especiais apenas para esta mitsvá, com frequência feitos de prata ou outros materiais nobres. Este copo também é chamado becher, uma palavra yidish provavelmente relacionada com a palavra inglesa “beaker” (copo grande).
Kidush no Feriado: Como no Shabat, fazemos bênçãos sobre o vinho antes das refeições o mesmo ocorre nas principais Festas Judaicas, Yamim Tovim.
Kidush Levaná: Uma vez por mês, há uma prece especial agradecendo a D'us pela lua. É chamada kidush levaná, “santificação da lua”.
Kidush Hachodesh: Nos tempos antigos, o mês judaico começava depois que duas testemunhas atestassem perante a corte que tinham visto a lua “nova”. A corte então declarava o início de um novo mês. Isso é chamado kidush hachodesh, “santificação do mês.”
Kidush Hashem: Esta frase significa “santificação do nome [Divino].” Nós judeus somos embaixadores de D'us para o mundo. Quando agimos segundo Sua vontade, santificamos Seu nome (reputação) aqui na terra. O maior exemplo de um kidush Hashem é quando uma pessoa sacrifica sua vida em vez de transgredir a Torá. Um exemplo menos extremo, felizmente mais comum, é quando uma pessoa age de maneira ética, moral e bondosa, fazendo com que as pessoas tenham sentimentos positivos em relação a D'us e Seu povo. Fazer isso é fazer um kidush Hashem.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

1 Comentários:

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics